Premier League aprova a compra do Newcastle por fundo saudita

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Estádio do Newcastle (AFP/OWEN HUMPHREYS)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Premier League aprovou nesta quinta-feira (7) a aquisição do clube Newcastle por um fundo saudita, anunciou em um comunicado.

"O clube foi vendido ao consórcio com efeito imediato", diz o texto, especificando que a Premier League "recebeu garantias que proíbem legalmente o Reino da Arábia Saudita de controlar o Newcastle United".

O Newcastle, que era propriedade de Mike Ashley há 14 anos, foi adquirido por um consórcio que inclui o fundo de investimento saudita PCP Capital Partners e os irmãos David e Simon Reuben.

"Estamos extremamente orgulhosos de nos tornarmos os novos proprietários do Newcastle United, um dos clubes mais famosos do futebol inglês", declarou em um comunicado o governador do fundo saudita, Yasir Al-Rumayyan.

"Agradecemos aos torcedores do Newcastle por seu apoio de uma lealdade incrível ao longo dos anos e estamos muito animados para trabalhar com eles", acrescentou.

A CEO do PCP Capital Partners, Amanda Staveley, explicou que o negócio é "um investimento de longo prazo".

Segundo a imprensa britânica, a oferta chegaria a 300 milhões de libras (333 milhões de euros/409 milhões de dólares).

Antes de oficializar a operação, a Anistia Internacional pediu à Premier League que endurecesse os critérios para aquisição de um clube de futebol na Inglaterra.

"Com Mohamed bin Salman, a situação dos direitos humanos na Arábia Saudita continua desastrosa: críticos do governo, ativistas dos direitos das mulheres, ativistas xiitas e defensores dos direitos humanos continuam a ser perseguidos e presos, muitas vezes após julgamentos injustos", disse o diretor-geral da ONG no Reino Unido, Sacha Deshmukh.

"Em vez de permitir que pessoas envolvidas em graves violações dos direitos humanos entrem no futebol inglês simplesmente porque seus bolsos estão cheios", a ONG pediu "que a Premier League mude seus critérios (de seleção) de proprietários e diretores" de seus clubes.

spe/cdu/bpa/iga/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos