Premier League apresenta propostas concretas para concluir a temporada

AFP
O Liverpool ainda pode ter a chance de conquistar seu primeiro título da Premier League e encerrar um jejum de 30 anos sem vencer o campeonato inglês, se o governo britânico aceitar o 'Project Restart' dos dirigentes do EPL, de acordo com o The Times
O Liverpool ainda pode ter a chance de conquistar seu primeiro título da Premier League e encerrar um jejum de 30 anos sem vencer o campeonato inglês, se o governo britânico aceitar o 'Project Restart' dos dirigentes do EPL, de acordo com o The Times

A Premier League está considerando retomar a temporada no dia 8 de junho e terminar o campeonato inglês em 27 de julho, publicou o jornal The Times neste sábado.

Quando a competição foi suspensa, em meados de março devido à pandemia do novo coronavírus, restavam 92 jogos para o final do torneio, embora o título parecesse claramente nas mãos do Liverpool, que espera há 30 anos para conquistar a liga inglesa novamente.

Segundo o The Times, nos últimos dias, os responsáveis pelo campeonato e pelo esporte inglês discutiram com o governo britânico os diferentes cenários tendo em vista uma retomada.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Os jogos seriam realizados com portões fechados, com um máximo de 400 pessoas em cada estádio selecionando, incluindo jornalistas, se eles se submeterem ao exame de coronavírus antes e testarem negativo.

Vestiários adicionais devem ser providenciados para que os jogadores possam cumprir as medidas de distanciamento social e treinem separadamente. Além disso, cada um deles terá que trazer seus próprios uniformes de treino.

Os dirigentes do futebol também planejam a data de 22 de agosto como o início da temporada 2020-2021.

Mas o principal problema continua sendo a falta de testes aprovados.

Se a Premier League não puder ser concluída (o campeonato holandês anunciou na sexta-feira que foi cancelado nesta temporada, sem campeão ou rebaixamento), será um tremendo golpe financeiro para os clubes ingleses.

A Premier League já está tomando medidas para aliviar os prejuízos financeiros da COVID-19, como empréstimos de emergência para clubes (com um máximo de 10 milhões de libras cada, 12,4 milhões de dólares).

Alguns clubes (Southampton, West Ham United, Sheffield United e Watford) conseguiram um acordo com seus jogadores para adiar o pagamento de salários. A maioria dos jogadores do Arsenal aceitou uma redução salarial de 12,5%.

Leia também