Premier League ajudando clubes menores: apelo ganha força com futebol suspenso

Goal.com

A pandemia causada pelo novo coronavírus vem afetando a vida de todas as formas. No futebol, inúmeros campeonatos foram suspensos, dentre eles a Premier League inglesa. Mas enquanto a preocupação na primeira divisão é sobre como definir campeão, rebaixado e os lugares da tabela final, clubes mais abaixo da pirâmide temem pela própria existência.

Com a paralização dos jogos, medida mais do que responsável e correta neste momento, equipes das divisões mais baixas ficam sem receitas de dias de jogo, fundamentais para manterem o próprio fluxo econômico – em um país onde as torcidas seguem com mais afinco os clubes locais, muitas vezes mais humildes economicamente.

O impacto é um efeito cascata, uma vez que muitos trabalhadores precisam destas receitas oriundas, direta ou indiretamente, destes clubes para pagarem suas contas e sobreviverem. É por isso que um movimento recente tem pedido para que a Premier League, a liga nacional mais rica do mundo, conhecida pelas altíssimas premiações em dinheiro, ajude estes clubes que podem entrar em colapso por causa da pandemia do coronavírus Covid-19.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Quando o mundo melhorar, quando tivermos um novo início, será muito importante que a Premier League e outros clubes ajudem e façam o que for preciso para manter (outros) clubes vivos”, disse Jamie Redknapp, ex-jogador de Liverpool, Tottenham e seleção inglesa, para a Sky Sports.

Jamie Redknapp
Jamie Redknapp
Jamie Redknapp defende ajuda da Premier League a clubes menores

“Vários clubes pequenos podem sair de cena por causa disso, eles vão precisar de ajuda. Isso não faria mal aos clubes da Premier League, levando em conta todo o dinheiro que a liga gera”.

“São muitas as pessoas que querem sair e ver seus times jogarem em um sábado (...) Se você tira isso da vida e da rotina delas, pode ter um impacto nas finanças e na saúde mental. As pessoas precisam do futebol como um alívio, então precisamos ter certeza de que o futebol vai fazer todo o possível para ajudar financeiramente estes clubes e mantê-los vivos”, completou.

E se Redknapp pensa nesta ajuda quando a pandemia do Covid-19 passar, existe gente até com mais pressa de ver uma ajuda da Premier League.

“Com exceção dos jogadores, que estão sob contrato, todos que trabalham aqui estão de aviso prévio”, desabafou Tony Kleanthous, dono do Barnet, clube da quinta divisão inglesa.

Portões fechados Inglaterra pandemia coronavirus 17 03 2020
Portões fechados Inglaterra pandemia coronavirus 17 03 2020
(Foto: Getty Images)

“Os jogadores estão protegidos neste jogo, mas a minha compaixão nesta crise está com as pessoas da limpeza, recepcionistas, os rapazes do marketing que acabam de deixar a faculdade, os stewards dos dias de jogos que irão perder o dinheiro que os sustenta a cada semana, essas pessoas em que ninguém pensa”.

“Eu não estou pedindo esmola da Premier League, mas eles têm um dever para com o futebol (...) Eles curtem, há muitos anos, os seus bilhões, então talvez em só um ano eles precisem não gastar dinheiro em salários absurdos de jogadores e tomem uma atitude pelo futebol. De qualquer maneira, deixo isso com eles”, completou em entrevista ao The Guardian.

Leia também