Prefeitura tem "carta na manga" para destravar processo de repasse do Pacaembu

Fábio Utz Iasnogrodski
90min

​Depois que o ​Corinthians passou a mandar seus jogos em Itaquera, o Pacaembu virou um palco de futebol esporádico. E é por isso que a prefeitura de São Paulo, responsável pela administração do estádio, tem a expectativa de destravar o processo que visa à concessão do complexo para a iniciativa privada.


Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!



Na semana passada, um dia antes do previsto para o recebimento de propostas, uma decisão do Tribunal de Contas do Município paralisou o andamento do edital alegando que o mesmo não indicava prazos para a análise das ofertas, o que foi consertado com uma retificação, e criticando a aceitabilidade de atestados em nome de terceiros para fins de qualificação técnica. Por 3 votos a 1, os conselheiros do TCU consideraram esta cláusula irregular, mesmo com a prefeitura dizendo que o modelo é usual em grandes concessões.

Sao Paulo v Santos - Brasileirao Series A 2016
Sao Paulo v Santos - Brasileirao Series A 2016


Informalmente, o município tem a informação de que as quatro concessionárias que fizeram ofertas, entre elas a WTorre (que o fez com atraso), possuem qualificação para participar do processo. Ou seja, o que se quer é que o tribunal permita a abertura dos envelopes para se mostrar que tal discussão é nula. Além da WTorre, que opera o Allianz Parque (casa do ​Palmeiras), também fizeram proposta o Consórcio Patrimônio, que tem à frente a empresa de Engenharia PROGEN, o Consórcio Arena Pacaembu, liderado pela Universidade Brasil em parceria com o Santos, e a Construcap, que tem participação no Mineirão.


Palmeiras v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2014
Palmeiras v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2014


Leia também