Prefeitura do Rio libera 10% de público na final da Copa América

·1 minuto de leitura
**ARQUIVO**RIO DE JANEIRO, RJ, 11/07/2014: Vista aérea do Maracanã, no Rio de Janeiro. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)
**ARQUIVO**RIO DE JANEIRO, RJ, 11/07/2014: Vista aérea do Maracanã, no Rio de Janeiro. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)

A final da Copa América entre Brasil e Argentina, marcada para este sábado (10), às 21h, terá público de convidados. De acordo com a Prefeitura do Rio de Janeiro, será liberada 10% da capacidade total do Maracanã, sendo 10% de cada setor do estádio para evitar aglomerações. 

A resolução foi publicada no Diário Oficial do município nesta sexta-feira (9) e atende a um um pedido da Conmebol. 

Leia também:

A prefeitura diz, ainda, que a medida tem caráter especial para este jogo. Os presentes no estádio deverão permanecer sentados durante a partida, espaçados, com uma distância de dois metros. Eles também precirão apresentar um teste RT-PCR negativo feito nas últimas 48 horas antes do duelo. 

Em evento na manhã desta sexta, o prefeito Eduardo Paes também caracterizou a final como um "evento-teste". Na ocasião, ele também disse que houve uma solicitação da Conmebol para liberação de 50% do público para a partida. 

"Foi feito um pedido para liberação de 50%, que foi recusado. Eu soube do pedido pela imprensa, a SMS [Secretaria Municipal de Saúde] analisou e negou. E, com um novo pedido, entendeu, com toda a liberdade do mundo, que 10% não seria problema. Eu não recebi pressão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), da Conmebol, de ninguém", afirmou. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

A Folha procurou pela Conmebol para saber se haverá distribuição de ingressos para convidados, como ocorreu na final da Libertadores entre Palmeiras e Santos, mas a entidade não respondeu até a publicação deste texto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos