Prefeitura do Rio autoriza 10% de público no Maracanã na final da Copa América

·2 minuto de leitura
Foto de arquivo do estádio do Maracanã no Rio de Janeiro em 16 de junho de 2019

A prefeitura do Rio de Janeiro, uma das cidades brasileiras mais afetadas pela pandemia, aprovou a entrada do público para a final da Copa América-2021 que será disputada sábado entre Argentina e Brasil no Maracanã, que poderá receber até 10% de sua capacidade máxima.

A decisão foi tomada "que a entidade organizadora apresentou Protocolos de Operação e de Credenciamento, com a adoção de mecanismos para a saúde dos envolvidos, utilizando ferramentas adequadas para a prevenção ao contágio e propagação do covid-19", afirmou a autoridade no jornal oficial nesta sexta-feira.

O templo do futebol carioca poderá receber até 10% de sua capacidade máxima, que é de 78 mil pessoas, "em cada setor do estádio", acrescenta o boletim oficial.

Os espectadores terão que apresentar teste de antígenos ou PCR com resultado negativo para covid-19 feito até 48 horas antes da partida e devem cumprir as medidas de distanciamento dentro do local, conforme a publicação.

A final, então, seria a primeira partida da Copa América-2021 a ser disputada com torcedores, embora até o momento a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), organizadora do evento, não tenha se pronunciado sobre como será a venda de ingressos ou a entrada do público.

O torneio começou no dia 13 de junho em Brasília, com a vitória do Brasil por 3 a 0 sobre a Venezuela, em meio a fortes críticas internas e externas por ter ocorrido no segundo país com mais mortes devido à pandemia (mais de 530 mil).

A competição recebeu o apoio do presidente Jair Bolsonaro, um dos líderes mais questionados pela forma como conduziu a pandemia, a duas semanas do início após a retirada das sedes originais, Argentina e Colômbia.

A Argentina abriu mão da organização devido ao agravamento da emergência sanitária e a Colômbia foi retirada devido aos fortes protestos antigovernamentais que deixaram dezenas de mortos.

Embora os eventos esportivos no Brasil sejam disputados sem público, no dia 30 de janeiro o Maracanã recebeu 5 mil pessoas para a final da Copa Libertadores-2020, em que o Palmeiras venceu o Santos por 1 a 0.

A cidade do Rio de Janeiro registra mais de 372.000 casos e mais de 29.000 mortes, entre os mais de 530.000 em todo o Brasil. A taxa de mortalidade no Rio é de 432 por 100.000 habitantes, quase o dobro das 252/100.000 do país como um todo.

A Copa América-2021 acontece quase simultaneamente à Eurocopa, disputada em onze sedes com torcedores nas arquibancadas.

A final da competição europeia de domingo entre Inglaterra e Itália terá 60 mil espectadores no Estádio de Wembley, que tem capacidade máxima de 90 mil. A decisão foi amplamente criticada devido ao aumento dramático no número de infecções pela variante Delta do coronavírus no Reino Unido.

raa/js/ll/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos