Prefeitura de Bogotá veta El Campín e Santos faz treino em outro local

O Santos precisou mudar sua programação em cima da hora nesta terça-feira, véspera do jogo contra o Santa Fe, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Após desembarcar na Colômbia na última segunda, o Peixe faria um reconhecimento de gramado no estádio El Campín. No entanto, a prefeitura de Bogotá, proprietária do local, não permitiu a atividade com chuteiras.

A administração da cidade pediu que os atletas do alvinegro utilizassem apenas tênis durante o exercício previsto para esta noite. Porém, o técnico Dorival Júnior não quis perder mais um dia de treinos, já que passou a segunda-feira viajando, e decidiu realizar a atividade em um campo próximo ao estádio.

Somente depois do treinamento normal, que acontece às 21h (de Brasília), o Peixe irá fazer o reconhecimento do gramado, que é uma exigência da Conmebol. Mesmo impedido de treinar no El Campín, o Santos não reclamou do Independiente Santa Fe e afirma que tem sido ajudado pelo clube. Porém, a equipe colombiana não pode interferir nas decisões da prefeitura, que administra o estádio.

Com quatro pontos, o alvinegro é líder do grupo 2 da Libertadores e precisa de uma vitória na Colômbia para seguir no topo e encaminhar a classificação para as oitavas de final do torneio continental.