Prefeito de Liverpool teme concentrações de torcedores se Premier League for retomada

AFP
Torcedores do Liverpool comemoram ao receber o ônibus dos jogadores perto do Estádio de Anfield, no dia 11 de março de 2020
Torcedores do Liverpool comemoram ao receber o ônibus dos jogadores perto do Estádio de Anfield, no dia 11 de março de 2020

O prefeito do Liverpool, Joe Anderson, explicou nesta quinta-feira que teme que a retomada do campeonato de futebol inglês, mesmo com estádios sem público devido à pandemia do COVID-19, provoque a concentração de torcedores nos arredores do Estádio de Anfield.

"Mesmo que os jogos sejam disputados com portões fechados, haverá milhares de torcedores que se reunirão perto de Anfield", disse Anderson em entrevista à BBC.

"Não haveria muita gente que respeitaria nosso pedido e ficaria longe do estádio. Muitas pessoas iriam à festa, é uma ideia fadada ao fracasso", acrescentou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A Premier League está atualmente trabalhando em um plano chamado 'Project Restart' para disputar os 92 jogos restantes do campeonato em um pequeno grupo de estádios e sem público nas arquibancadas, entre 8 de junho e 27 de julho.

A perspectiva de o Liverpool vencer o seu primeiro campeonato em 30 anos pode levar os torcedores dos 'Reds' a desconsiderarem as medidas de distanciamento social do governo para comemorar o título.

No momento da suspensão do campeonato, em 9 de março, o Liverpool tinha uma vantagem de 25 pontos sobre o segundo, o Manchester City, faltando apenas 9 jogos, ou seja, 27 pontos em jogo.

"Acho que seria muito difícil para a polícia manter as pessoas afastadas e impor um distanciamento social se elas forem comemorar em Anfield. Seria grotesco", alertou Anderson, para quem a melhor decisão seria "colocar um ponto final na temporada".

"Não se trata do Liverpool, que venceu claramente o campeonato, mas no final se trata da saúde, da segurança e da vida das pessoas", concluiu.

Em uma declaração posterior, o clube de Liverpool disse estar "decepcionado" com as palavras do prefeito, enfatizando "a falta de provas para essas alegações".

"Nas últimas semanas, tivemos contato com os grupos de fãs, que nos informaram de sua determinação de respeitar as medidas de distanciamento social", disseram os Reds.

Leia também