Precisando da vitória, São Paulo tem retrospecto ruim no mata-mata da Sul-Americana

LANCE!
·2 minuto de leitura


O São Paulo tem um duro desafio nesta quarta-feira, às 19h15, no Morumbi, diante do Lanús, da Argentina. O jogo é válido pela volta da segunda fase da Copa Sul-Americana e o clima é de decisão: o Tricolor perdeu na ida por 3 a 2 e necessita da vitória para avançar.

A equipe precisa triunfar por 2 a 1 ou por dois ou mais gols de diferença para ficar com a vaga (o gol qualificado é válido no torneio). No entanto, o retrospecto recente do clube não é bom nesta competição: desde o título conquistado em 2012, em cima do Tigre, o São Paulo só foi eliminado:

2014 – Eliminado pelo Atlético Nacional-COL na semifinal;
2017 – Eliminado pelo Defensa y Justicia-ARG na primeira fase;
2018 – Eliminado pelo Colón-ARG na segunda fase.

Neste ano, os comandados de Fernando Diniz deram adeus precocemente ao Campeonato Paulista nas quartas, ao perder para o Mirassol em casa, e à Copa Libertadores, ainda na fase de grupos. No entanto, o momento aponta para outro caminho.

O time vem de dois resultados importantes, a classificação na Copa do Brasil diante do Fortaleza de Rogério Ceni nos pênaltis e uma goleada em cima do Flamengo, por 4 a 1, com defesa de duas penalidades por parte do goleiro Tiago Volpi. Com isso, o Tricolor continua o sonho de dois títulos, o inédito da Copa do Brasil e o do Campeonato Brasileiro (é o quinto colocado, com 30 pontos, e três jogos a menos que o líder Internacional, que soma 35 pontos).

Isso dá ânimo para continuar o caminho também na Copa Sul-Americana – o time, como dito, precisa vencer nesse mata-mata, algo que ainda não aconteceu na temporada (dois empates e duas derrotas). Para isso, Diniz deve ter em campo: Volpi, Tchê Tchê (Igor Vinicius), Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Igor Gomes e Gabriel Sara; Luciano e Brenner.