Prata de Rayssa Leal inspira skatista de 8 anos a se tornar profissional

·1 minuto de leitura
Rayssa Leal, de 13 anos, conquistou a prata nesta segunda-feira (26) (Foto: Patrick Smith/Getty Images)
Rayssa Leal, de 13 anos, conquistou a prata nesta segunda-feira (26) (Foto: Patrick Smith/Getty Images)

Quando uma pessoa foge do comum, do usual, ela inspira outros que têm objetivos parecidos. É possível acreditar que, se alguém conseguiu, também será possível para outros. Então, no momento em que Rayssa Leal colocou a medalha de prata em seu pescoço, muitas meninas se sentiram representadas e agora podem sonhar — ainda mais — com uma conquista semelhante.

Esse é o caso de Lívia Botella, de 8 anos, conhecida como 'Francesinha do Skate'. Lívia mora no Amapá, mas tem dupla nacionalidade — por isso o apelido —, já que o pai é francês e a mãe é brasileira. Ela até nasceu na Europa, mas está no Amapá desde 18.

Leia também:

"Logo depois que eu vi a Rayssa, eu fiquei viciada nela. Eu pesquisei e conheci a história dela e quis também ter um nome. Me chamavam de Fadinha, mas eu disse que esse era o nome da Rayssa e que o meu era Francesinha do Skate", disse Lívia ao portal ge. 

Lívia descobriu o skate já no Brasil, ao caminhar com os pais pela orla de Macapá. Ela viu pessoas praticando o esporte e sentiu a curiosidade de descobri-lo. Incentivada pela mãe Patrícia, a menina se encontrou no skate: aprendeu a andar, fez amizades e hoje pode pensar em também se tornar uma competidora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos