Próximo adversário do Vasco, Brasil de Pelotas não venceu fora de casa e tem o pior ataque da Série B

·2 minuto de leitura


O Vasco voltou a vencer na Série B e tenta uma sequência de resultados positivos para entrar no G4. Por outro lado, o adversário desta sexta-feira: o Brasil de Pelotas, é o penúltimo colocado, tem o pior ataque, e ainda não venceu como visitante na competição. Com a chegada do técnico Cléber Gaúcho, um velho conhecido de Lisca, o Xavante tenta uma reação neste returno para permanecer na Série B em 2022.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Na última coletiva, Lisca revelou conhecer bem o comandante pelotense Cléber Gaúcho. A verdade é que o Gigante da Colina enfrentará um adversário que tem muitas dificuldades de vencer nesta Série B. Segundo o portal "Footstats", o Brasil é o time com menos passes certos na competição: 5668 e enfrenta uma crise com cobranças da torcida por bons resultados.

+ Léo Matos e Miranda ultrapassam 50 jogos pelo Vasco: confira quantas partidas tem cada atleta do elenco

Na frente, o Brasil tem sérias dificuldades na criação e marcou apenas 12 gols em 21 rodadas. Isso é reflexo de um dos times que menos finaliza na Série B. Foram 68, sendo o terceiro pior, enquanto o Vasco, por exemplo, tem 95. Outra diferença é quanto ao número de cruzamentos. Os gaúchos só utilizaram mais essa jogada do que o Sampaio Corrêa, com 75. O Cruz-Maltino, por sua vez, é o segundo neste fundamento, atrás apenas do Náutico, com 109.

Para buscar melhorar as finalizações, o clube gaúcho se reforçou e trouxe o meia Rildo e o atacante Erison. O primeiro foi bastante elogiado pelo treinador Cleber Gaúcho, que ressaltou a sua qualidade de fazer o corredor, cortar para o meio, e buscar a finalização. Porém, o meia está suspenso e será um desfalque importante.

Como um bom time gaúcho, o Xavante tem um futebol mais aguerrido e físico. Nos números, está no top 5 de interceptações, com média de 4 por jogo. Algumas vezes, o Brasil abusa das faltas, com 363 na competição, 57 cartões amarelos e 4 vermelhos. Como disse Lisca em sua última coletiva, ele espera um jogo "chato" com a marcação leal e forte dos gaúchos.

+ Vasco terá reencontros com velhos conhecidos e seis jogos pela Série B; veja o calendário de setembro

Diante disso, o Vasco tem a obrigação de vencer para encostar de vez no G4. Longe de seus domínios, o time de Pelotas apenas empatou quatro e perdeu dez partidas, necessitando de pelo menos onze vitórias para evitar o descenso. No geral, o time tem apenas 22,2% de aproveitamento e três atletas pediram para deixar o clube. Os gaúchos fizeram apenas dois pontos nos últimos quinze disputados e são os que tem menos vitória com apenas duas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos