Próspera e Avaí ficam no empate pelo Campeonato Catarinense

Futebol Latino
·4 minuto de leitura


No estádio Heriberto Hülse, em Criciúma, em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Catarinense, Próspera e Avaí empatam pelo placar de 1 a 1. O Avaí começou melhor, mas acabou tomando o gol no contra-ataque. O Próspera tentou intensificar a retranca para manter a vantagem, mas o Leão conseguiu empatar o jogo seis minutos depois.

Com o resultado, o Esquadrão da Raça foi para 7 pontos, permaneceu na 9ª colocação e abriu 4 pontos da zona de rebaixamento. O Leão também foi para 7 pontos, mas por causa dos critérios de desempate está em 7º lugar


Na próxima rodada, o Próspera enfrenta o Criciúma, no estádio Heriberto Hülse, no dia 31 de março. Já o Avaí pega o Marcílio Dias, dia 1º de abril, na Ressacada. Ambas as partidas válidas pela 7ª rodada do Campeonato Catarinense.

A partida

RETRANCA DO PRÓSPERA FUNCIONA NA PRIMEIRA METADE DA PARTIDA
Mesmo fora de casa, o Avaí foi para cima do Próspera com tudo em busca do gol. O Leão ficava mais com a bola, mas a retranca do Esquadrão da raça não dava um milímetro de espaço para que chances fossem criadas pela equipe visitante.

AVAÍ CRIA CHANCES DE PERIGO, MAS TOMA O GOL NO CONTRA-ATAQUE
A partir dos 24 minutos da primeira etapa, o Avaí conseguiu furar a retranca do Próspera e criou duas excelentes oportunidades para marcar. A primeira surgiu em arremate da entrada da área. Bruno Silva recebeu o passe e soltou a bomba. O goleiro Roberto quase tomou um frangaço, mas conseguiu defender. A segunda chance surgiu com Valdívia. Após dividida, a bola sobrou para o camisa 10 que finalizou com perigo.

O gol do Leão estava madurinho, mas quem marcou foi o Esquadrão da Raça em contra-ataque. Em cruzamento pelo lado direito, Maicon Santana subiu e cabeceou de forma implacável e abriu o marcador: 1 a 0 para o time do Próspera aos 35 minutos.

LEÃO EMPATA SEIS MINUTOS DEPOIS
O Avaí não se abateu com o gol, continuou melhor, foi para cima do Próspera em busca do empate e conseguiu o gol. Aos 41 minutos, Getúlio é derrubado dentro da área e árbitro marcou o pênalti. Edilson bateu e igualou o placar: 1 a 1.

NO INÍCIO DA ETAPA FINAL, AVAÍ PERDE A CHANCE DE VIRAR
As equipes voltaram com modificações para etapa final, mas o panorama não mudou no início da etapa complementar. Enquanto o Próspera permanecia na retranca, o Avaí continuou bem melhor, pressionando e quase virou o marcador, aos 12 minutos.

Renato recebeu passe e cruzou na medida. Getúlio subiu sozinho e cabeceou de forma fulminante de frente para o gol, mas a bola caprichosamente não entrou e o Leão da Ilha perdeu uma grande chance de passar à frente no placar.

ROBERTO SALVA PRÓPERA NO FIM DO JOGO E PARTIDA ACABA EMPATADA
O jogo foi caminhando e as duas equipes começaram a cair de rendimento com o passar dos minutos. As oportunidades de gol também passaram a rarear. Só no finzinho da partida é que surgiu uma oportunidade de perigo cuja zaga do Próspera quase acabou fazendo contra, mas Roberto fez uma defesa monumental e garantiu a igualdade no marcador. Galiardo ainda foi expulso instantes antes do apito final.


PRÓSPERA 1 x 1 AVAÍ – 6ª Rodada - Campeonato Catarinense
Estádio: Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Data: 28 de março de 2021, às 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Gustavo Ervino Bauermann
Assistentes: Valdir Caldatto e Luciane Rodrigues dos Santos
Cartões amarelos: Sueliton, Jessé, Galiardo, Jean Natal e Gabriel Henrique (PRO); Diego Renan, Marcos Serrato, Lourenço e Getúlio (AVA)
Cartões vermelhos: Galiardo (PRO)
GOLS: Maicon Santana, 35’/1ºT (PRO), Edilson, 41’/1ºT (AVA)

PRÓSPERA (Técnico: Paulo Baier)
Roberto; Sueliton, Matheus Ernandes, Gullithi (Baiano, no intervalo) e Xaro (Diego Soares, no intervalo); Jessé, Galiardo e Leomir (Jean Natal, aos 23’/2ºT); Gabriel Henrique, Daniel (Roger, aos 36’/2ºT) e Maicon Santana (Alex Bruno, aos 23’/2ºT).

AVAÍ (Técnico: Claudinei Oliveira)
Glédson; Edílson (Rafael Pereira, no intervalo), Fagner Alemão (Giovanni, aos 24’/2ºT), Betão e João Lucas (Diego Renan, aos 07’/1ºT); Marcos Serrato, Bruno Silva e Valdívia (Ronaldo Silva, aos 20’/2ºT); Renato (Vinícius Leite, aos 24’/2ºT), Lourenço e Getúlio.