Prêmios roubados de Jardel são restaurados e vão para museu

·2 minuto de leitura


As Chuteiras de Ouro, Prata e Bronze conquistadas pelo ex-jogador Mário Jardel enquanto atuava na Europa foram restauradas e estão sendo negociadas para ficarem expostas nos museus do Porto e do Sporting, clubes portugueses por quem recebeu os prêmios. No início de junho, o ex-atacante teve os troféus roubados de sua casa e viu as peças estarem desmontadas quando foram recuperadas.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

- Eu estava dormindo e com certeza foi gente que já passou pela casa. Eu estava dormindo e passei pela sala, fui ligar a TV e me dei conta e fui dar uma olhada porque meu cunhado falou que era possível alguém ter pulado o muro. Fui ver as câmeras. Em seguida fui fazer o boletim de ocorrência e comunicar a polícia do Ceará. Não queria acreditar que as chuteiras não estava lá - contou o ex-atleta sobre o assalto ao "Esporte Espetacular".

As Chuteiras foram enviadas para passar por um processo de restauração em Portugal e agora Jardel está negociando com o Porto e com o Sporting para deixar seus prêmios ou réplicas nos museus dos clubes na Europa. O ex-atacante também quer fazer réplicas dos prêmios para que seus fãs possam ter um pedaço da lembrança.

As premiações, como as Chuteiras de Ouro da Uefa, eram encaradas como um dos maiores trunfos do atacante que é considerado o maior goleador da Europa entre os anos de 1999 e 2002. Em 1997, quando atuava pelo Porto, de Portugal, a chuteira de prata foi conquistada. O prêmio de bronze foi levado em 2000, quando o campeão da Libertadores em 1995 pelo Grêmio defendia o Galatasaray. Jardel ainda venceu títulos importantes como o Campeonato Português em quatro oportunidades.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos