Poupado contra o Madureira, Ganso volta a treinar sem restrições no Flu


Depois da goleada de 5 a 1 sobre o Madureira no último domingo, o Fluminense retomou as atividades na manhã desta segunda-feira, no CT Carlos José Castilho, no Rio de Janeiro. As atenções da equipe agora estão voltadas para o jogo de quarta-feira contra o Botafogo-PB, no Maracanã, pela segunda fase da Copa do Brasil. A novidade do dia foi o retorno do meia Paulo Henrique Ganso, que ficou fora da estreia na Taça Rio em razão de dores no joelho direito. O camisa 10 treinou normalmente com os reservas que não atuaram na partida, enquanto os titulares fizeram trabalho regenerativo.

Ganso foi utilizado entre os titulares nos treinamentos que antecederam o jogo contra o time do subúrbio carioca, mas o incômodo no joelho fez com que o Departamento Médico optasse por poupá-lo. O jogador de 30 anos fica à disposição do técnico Odair Hellmann para a partida decisiva no meio da semana.

Ganso fez uma pré-temporada mais longa do que os companheiros de elenco, para cumprir um trabalho de reforço muscular. As boas atuações de Nenê no na atual temporada, no entanto, fizeram com que perdesse a condição de titular. O meia ainda não iniciou uma partida jogando em 2020. Até o momento, participou de quatro partidas do Tricolor, em um total de 104 minutos em campo, sem marcar gols.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também