Pottker marca em vitória da Ponte e complica classificação do Santos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A classificação do Santos para a próxima fase do Campeonato Paulista esbarrou na boa atuação de William Pottker, nas quartas contra a Ponte Preta, neste sábado (1), no Moisés Lucarelli, em Campinas. Ele marcou na derrota santista por 1 a 0 e chegou a oito gols no torneio.

O atacante foi o melhor em campo e só não ampliou o placar porque parou em Vanderlei. No jogo, os dois protagonizaram um duelo à parte. O goleiro santista, apesar do gol sofrido, evitou um placar mais elástico e teve atuação superior à dos companheiros de equipe.

Gilson Kleina, treinador da Ponte, repetiu a tática que usou na vitória de 1 a 0 contra o Palmeiras na quarta, 29 de março, e reforçou a marcação sobre os volantes adversários para apostar em contragolpes.

"Fizemos isso muito bem contra o Palmeiras e fizemos isso agora com o Renato [no meio campo do Santos]. Temos uma equipe veloz e isso nos ajudou a sair no contra ataque", explicou Pottker, na saída do primeiro tempo.

A atuação do artilheiro do Paulista e a tática do time do interior deram provas logo no início do jogo. Aos 4 min, Pottker se aproveitou de erro de David Braz e tentou encobrir Vanderlei, mas a bola saiu.

Não demorou muito e, aos 20 min, a Ponte abriu o placar com o Pottker, agora isolado na artilharia do Campeonato.

Contra um time da casa superior, o Santos reagiu aos 29 min da primeira etapa. Apagado na partida, Ricardo Oliveira recebeu na ponta direita e chutou forte para boa defesa de Aranha.

No segundo tempo, uma repetição do primeiro. A Ponte esperava pelo time do litoral, que tinha dificuldades em criar chances de gol. E, por pouco, o placar não ampliou.

Aos 17 min do segundo tempo, Pottker cabeceou, e Vanderlei espalmou a bola, fazendo grande defesa. No rebote, o atacante da Ponte ainda tentou um chute forte que parou no rosto do goleiro santista, evitando complicar ainda mais as chances de classificação.

A Ponte ainda teve um gol anulado, aos 48 min, após Wendel desviar falta cobrada por Wilson Cajá no final do jogo. Os dois times voltam a se enfrentar na segunda (10), na Vila Belmiro, no litoral.

Pela soma de pontos na primeira fase, o Santos ainda pode jogar por um empate em casa para se classificar às semifinais. O vencedor enfrenta quem se classificar do duelo entre Palmeiras e Novorizontino.

Gol: Pottker, aos 20min do primeiro tempo

Cartões amarelos : Jadson e Fernando Bob (Ponte Preta), Thiago Maia (Santos)

Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Árbitro: Salim Fende Chavez

Público/ Renda: 10.646 pagantes/ R$227.280,00

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Yago e Reynaldo; Fernando Bob, Elton, Jadon (Renato Cajá) e Clayson, Lucca (Wendel) e Willian Pottker (Lins)

Técnico: Gilson Kleina

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato (Longuine), Thiago Maia e Lucas Lima; Bruno Henrique, Vitor Bueno (Copete) e Ricardo Oliveira (Kayke)

Técnico: Dorival Júnior