Possível volta de Ganso divide torcida e Comitê de Gestão do Santos

·2 minuto de leitura
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - JUNE 09: Paulo Henrique Ganso of Fluminense reacts during a match between Fluminense and Flamengo as part of Brasileirao Series A 2019 at Maracana Stadium on June 9, 2019 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Bruna Prado/Getty Images)
Ganso durante jogo do Brasileirão pelo Fluminense (Bruna Prado/Getty Images)

A possível volta de Paulo Henrique Ganso ao Santos dividiu a torcida do Peixe. Em enquete promovida no Twitter do DIÁRIO DO PEIXE, com mais de 1550 votos, 54,5% dos torcedores são contra o retorno do jogador enquanto 45,5% foram favoráveis.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

A chegada do meia para a segunda passagem pelo clube também divide o Comitê de Gestão. Além da questão técnica, há dúvidas sobre uma volta do jogador ao clube pela saída forçada para o São Paulo, em 2012. Depois de um possível acordo nas condições com o Fluminense, o acordo ainda teria de ser votado no CG.

Leia também:

O Santos procurou o Fluminense, atual clube do jogador, para ter Ganso por empréstimo e com o clube carioca pagando parte maior do salário. Como é reserva e atualmente está atrás de Nene e Cazares na disputa, Ganso e seu estafe veem a possível transferência com bons olhos. O meia tem um dos maiores salários do elenco e ainda não conseguiu se firmar após assinar o longo contrato de cinco anos. 

Após conviver com lesões e pouco ser aproveitado na última temporada, depois da chegada de Roger Machado são oito partidas, todas no Campeonato Carioca, sendo cinco como titular. Ele fez três gols e deu duas assistências.

Aos 31 anos, Ganso agrada ao técnico Fernando Diniz, com quem trabalhou no Fluminense em 2019 e fez sua melhor temporada no clube. Foram 47 partidas naquele ano e cinco gols marcados. No total pelo Tricolor, são 87 partidas e nove gols.

Revelado nas categorias de base do Santos, Paulo Henrique Ganso viveu seus melhores dias da carreira na Vila Belmiro, onde ganhou três vezes o Campeonato Paulista, uma Libertadores, uma Copa do Brasil e uma Recopa Sul-Americana. Em 2012, porém, ele trocou o clube pelo São Paulo. Depois, esteve no Sevilla (ESP) e no Amiens (FRA), em passagens bem apagadas, antes de desembarcar no Fluminense.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos