Portugal vence Irlanda de virada (2-1); CR7 se torna maior artilheiro da história das seleções

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Cristiano Ronaldo marcou os gols de número 110 e 111 de sua carreira com a camisa de Portugal, garantindo assim a vitória de virada sobre a Irlanda (2-1) e estabelecendo um novo recorde por seleções, nesta quarta-feira em Faro pelas Eliminatórias para a Copa de 2022.

O cinco vezes vencedor da Bola de Ouro, de 36 anos, estava empatado com o ex-jogador iraniano Ali Daei, autor de 109 gols em 149 jogos entre 1992 e 2006.

O astro português havia alcançado o recorde de Daei ao marcar duas vezes contra a França durante a Euro-2020.

CR7 perdeu a oportunidade de abrir o placar de pênalti no início do jogo.

Os dois gols marcados nesta quarta-feira também permitem a Portugal, eliminado pela Bélgica nas oitavas de final da Eurocopa, liderar sozinho o grupo A das Eliminatórias para Catar-2022.

"Estou muito feliz, não só por quebrar o recorde, mas também por este momento especial que vivemos", comentou o herói da partida na Sky Sports.

"É preciso avaliar o que a equipe fez. Acreditamos até o fim e estou muito feliz", disse o craque.

A equipe comandada por Fernando Santos tem agora 10 pontos (três vitórias e um empate), três pontos a mais que a Sérvia (2ª, com 7 pontos), que descansou nesta rodada e tem uma partida a menos.

Em terceiro lugar na chave está o surpreendente Luxemburgo (6 pontos), que venceu por 2 a 1 o Azerbaijão, que ainda não pontuou.

A Irlanda também seque com nenhum ponto marcado após seus três jogos e dificilmente conseguirá se classificar para a Copa.

- Virada dramática -

No primeiro tempo do jogo desta quarta-feira, além do pênalti perdido por Cristiano Ronaldo em que o goleiro Gavin Bazunu adivinhou o canto, a principal ameaça ofensiva local foi Diogo Jota, que aos 30 minutos mandou uma bola na trave e pouco antes do intervalo teve duas boas chances (45+3 e 45+4).

Mas a Irlanda se mostrou mais agressiva nesses primeiros 45 minutos.

John Egan assustou já aos 26 minutos e Aaron Connolly (44) teve uma grande chance no mano a mano com Rui Patricio, mas não foi ágil e Ruben Dias afastou o perigo.

A Irlanda foi recompensada por sua insistência com o gol de Egan, de cabeça na cobrança de escanteio aos 45.

Na segunda etapa, Portugal tentou com insistência, mas sem sorte.

Um chute de Bruno Fernandes explodiu na trave aos 55 minutos e uma bomba de Cristiano Ronaldo (68) desviou em um zagueiro.

Bernardo Silva perdeu uma chance muito clara, mandando seu chute alto demais (75).

Quando tudo parecia levar a uma vitória irlandesa, o grande astro português apareceu para revolucionar a partida.

Cristiano Ronaldo empatou o duelo aos 89 minutos com uma cabeçada desviando um cruzamento de Gonçalo Guedes e marcou o gol da vitória nos acréscimos (90+6), também de cabeça, neste caso em uma bola cruzada por João Mário.

Portugal tem mais uma partida pelas eliminatórias da Copa do Mundo nesta janela de setembro, que será disputada na terça-feira da próxima semana em Baku contra o Azerbaijão.

A Irlanda tentará seguir viva nos próximos jogos: em Dublim, contra o Azerbaijão no sábado e contra a Sérvia na terça-feira.

tsc/fbx/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos