Portugal retoma campeonatos de base e ex-Fortaleza pode estrear após quase um ano no país

LANCE!
·2 minuto de leitura


A categoria de base foi um dos segmentos do futebol mais afetados pela pandemia. No mundo todo, campeonatos e treinamentos foram suspensos, e, até hoje, alguns ainda não retomaram.

Quem conhece bem esse drama é o atacante brasileiro Luis Miguel. O jogador foi destaque no sub-17 do Paulista de Jundiaí, até ser contratado pelo Fortaleza em fevereiro do ano passado.

Entretanto, a oportunidade de jogar pelo clube da capital cearense foi logo interrompida. Em março de 2020, com a paralisação do futebol no Brasil, os campeonatos de base foram interrompidos e o Fortaleza também suspendeu os treinos da equipe de juniores.

A chance para Luis voltar a jogar apareceu do outro lado do Atlântico. Em julho do ano passado, através da empresa que gerencia a carreira do atleta, o atacante de 18 anos se transferiu para o Alverca, clube de Lisboa que disputa o Campeonato de Portugal.

No entanto a esperança teve de ser substituída pela paciência. Com o avanço da segunda onda da Covid-19 pela Europa, Portugal suspendeu as competições de categorias de base, mantendo apenas a Liga Revelação (sub-23) do país. Com apenas 18 anos, Luis participa da rotina de treino dos aspirantes, mas não teve oportunidade de atuar na Liga Revelação.

- Apesar de tudo Deus foi muito bom para mim. Eu saí da Favela de Salvador e hoje estou na Europa. Com bastante foco e determinação eu vou continuar trabalhando até a hora que a oportunidade chegar - destacou o jogador.

Após tanto tempo, Luis já tem uma luz para enxergar em seu horizonte. Após adotar severas restrições, Portugal conseguiu reduzir a média diária de casos de Covid para 450 e agora, com o avanço da vacinação, já prepara as liberações. Entre elas, o retorno dos campeonatos de base. A Federação Portuguesa de Futebol agendou para a primeira semana de maio o começo da Taça de Futebol de Lisboa sub-21, que reúne clubes da capital lusitana, incluindo o Alverca.

O atleta vê o período que precisou esperar como um aprendizado. Segundo Luis, os meses no país foram fundamentais para a sua adaptação e agora o jogador espera estar pronto para finalmente estrear pelo clube em maio deste ano.

- Até que esse tempo esperando me ajudou a me adaptar ao país. O clima aqui é bem diferente. Em dezembro e janeiro fazia muito frio, e era difícil jogar com o vento. Agora está bem mais tranquilo e eu fico muito feliz de finalmente pode jogar pelo Alverca em uma competição oficial - completou Luis.