Portugal interdita clube que tem 24 de 28 jogadores com Covid-19

LUÍS CURRO
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Moreirense, clube de Moreira de Cónegos, cidade no norte de Portugal com cerca de 5.000 habitantes, teve suas instalações interditadas pelas autoridades sanitárias do país. O motivo: 24 dos 28 jogadores do elenco testaram positivo para o coronavírus. O número representa 86% do plantel. O time, cuja maior conquista foi a Taça da Liga de Portugal, em 2017, conta com 11 jogadores brasileiros, nenhum de renome. São eles os goleiros Mateus Pasinato e Kewin, os defensores Matheus Silva, Reynaldo e Djavan, e os atacantes Felipe Pires, Walterson, Lucas Rodrigues, Jefferson, Yan e Derek Lacerda. O treinador, o português Ricardo Soares, já tinha tido diagnóstico de Covid-19 na semana passada, o que o impediu de dirigir a equipe no jogo de sábado (31), contra o Rio Ave, que ganhou de 2 a 0. É quase certo que a próxima partida do Moreirense, neste sábado (7), como mandante diante do Paços Ferreira, seja adiada. Os testes dos atletas serão refeitos, mas hoje a equipe não teria, por exemplo, goleiro para escalar, já que, conforme declarou o presidente do Moreirense, Vítor Magalhães, à agência de notícias EFE, todos estão com o coronavírus. Por determinação da Direção Geral de Saúde de Portugal, todas as pessoas ligadas ao futebol do Moreirense estão confinadas em suas casas, a fim de não espalhar o vírus. Com duas vitórias, dois empates e duas derrotas, o time ocupa lugar intermediário na tabela do Campeonato Português: é o nono colocado entre 18 participantes. Tem oito pontos, a metade do que obteve o líder, o Sporting.