Por volta ao G4, São Paulo crê na reação de seus principais reforços

Alexandre Guariglia
LANCE!
Quatro principais reforços atuaram juntos apenas pela segunda vez no ano (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Quatro principais reforços atuaram juntos apenas pela segunda vez no ano (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)


Após a derrota para o Fluminense, por 2 a 0, na última quinta-feira, o São Paulo volta a campo neste domingo para enfrentar o Athletico-PR com o objetivo de retomar a vaga no G4 ou, na pior da hipóteses proporcionadas pela rodada, sem manter na briga pela zona de classificação à fase de grupos da Copa Libertadores. Para isso, a confiança será novamente depositada nos "medalhões" do time, que ainda estão abaixo das expectativas do torcedor.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

O Tricolor iniciou a temporada 2019 com a empolgação elevada, muito por conta de duas contratações que chamaram a atenção da janela de transferências brasileira: Pablo, um dos mais cobiçados do mercado, e Hernanes, uma volta extremamente aguardada. Acontece que lesões e problemas físicos limitaram a sequência e o sucesso da dupla.

A chegada do Brasileirão trouxe duas novas peças que voltaram a mexer com a empolgação são-paulina: Alexandre Pato, que chegou após o clube vencer uma batalha fora de campo com o Palmeiras, e Daniel Alves, talvez a contratação mais importante da história do futebol brasileiro. Ambos já tiveram bons momentos na competição, mas também estão devendo algo mais.






Contra o Fluminense, foi apenas a segunda vez em que os quatro atuaram juntos neste ano. Pablo e Daniel Alves iniciaram como titulares, e Hernanes e Pato entraram no intervalo. A aliança dos "medalhões" voltou a não dar ceto, como já havia ocorrido no empate em 1 a 1, com o CSA, em que também se uniram no segundo tempo, quando Pato saiu do banco de reservas.

De forma individual, Hernanes tem o melhor aproveitamento dos quatro quando entra em campo pelo São Paulo neste Brasileirão. São 24 partidas em campo, 12 vitórias, oito empates e quatro derrotas, 61,1% dos pontos que disputou. Já Pablo, que foi o mais afetado por lesões no período, fez oito jogos, com duas vitórias, quatro empates e duas derrotas: 41,7% de aproveitamento.

Daniel Alves, por sua vez, que alternou atuações entre o meio-campo e a lateral direita, também não tem bons números com a equipe. Nos 14 jogos em que esteve em campo, ajudou o time a conquistar seis vitórias, três empates e cinco derrotas, o que resulta em 50% de aproveitamento. Em outras palavras, apenas metade dos pontos que disputou. Ainda pouco para quem chegou com o status de fazer a diferença e ser a cereja do bolo do clube no campeonato.

Pato, artilheiro do time no Brasileiro com cinco gols ao lado de Reinaldo, também não tem números muito expressivos quando entra em campo na competição. Até aqui são 20 jogos, com oito vitórias, oito empates e quatro derrotas: 53,3% de aproveitamento. Abaixo dos 55,9% que o clube acumula na tabela, o que lhe dá a quinta posição, por ora fora da desejada vaga no G4.

Diante do Athletico-PR, apenas Pablo e Daniel Alves devem ser titulares, enquanto Hernanes permanece no banco como opção, principalmente por conta da volta de Igor Gomes, que cumpriu suspensão. Já Pato teria uma chance caso Vitor Bueno seja preservado. Mesmo sem atuarem juntas, essas peças continuam sendo as esperanças do são-paulino e podem ter papel fundamental nesta reta final de Campeonato Brasileiro.

E essa importância começa a ser demonstrada neste domingo, às 16h, no Morumbi, quando o São Paulo recebe o Furacão, pela 32ª rodada do Brasileirão-2019. Na quinta posição na tabela, com 52 pontos, o Tricolor está um atrás do Grêmio, principal adversário na luta por um lugar entre os quatro que irão diretamente para a fase de grupos da Copa Libertadores-2020.

Confira o aproveitamento e o retrospecto de cada uma das principais contratações são-paulinas em partidas do Brasileirão-2019:

Hernanes
12 vitórias
8 empates
4 derrotas
61,1% de aproveitamento

Pato
8 vitórias
8 empates
4 derrotas
53,3% de aproveitamento

Daniel Alves
6 vitórias
3 empates
5 derrotas
50% de aproveitamento

Pablo
8 jogos
2 vitórias
4 empates
2 derrotas
41,67% de aproveitamento






































Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também