Por valorização, Santos e Veríssimo acertam renovação contratual


A novela referente a renovação contratual entre Santos e o zagueiro Lucas Veríssimo está próxima do fim. Clube e atleta chegaram a um acordo para extensão do vínculo até 2024.

A informação foi publicada inicialmente pelo “Globoesporte.com” e confirmada pelo LANCE!.


Desde o fim do ano passado, jogador e diretoria vinham se desentendendo. O jogador, que foi uma das principais peças do Peixe na última temporada, cobrava valorização no clube, com aumento salarial e bonificações. Após a vitória por 1 a 0 contra o Delfin (ECU), pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, na Vila Belmiro, no dia 10 de março, no qual Veríssimo foi o autor do gol da vitória, o zagueiro cobrou publicamente o presidente José Carlos Peres, tanto na saída de campo, quanto na zona mista.

– A única coisa que peço é valorização. Já tive propostas aqui no clube e ainda não fui valorizado. Digo isso diretamente para o Peres – disse à época

– Trataram outras situações com prioridade. Parece que o Lucas Veríssimo não dá tanta atenção. Só peço valorização do clube, que é algo natural de acontecer. Flamengo faz, Palmeiras faz e até o Santos faz. Teve um jogador aqui que a situação foi resolvida em uma semana e a minha se estende – completou referindo-se a rápida resolução na extensão de contrato do atacante Soteldo, em fevereiro.

Lucas Veríssimo tinha contrato até junho de 2022. Mesmo com a renovação o Peixe não trata o jogador como inegociável. O zagueiro possui uma proposta de 4,5 milhões de euros (R$ 26 milhões) da Sampdoria (ITA). O Alvinegro Praiano deve vender de um a dois atletas para resolver problemas de caixa, o principal deles uma dívida com o Hamburgo (GER) pelo não pagamento do zagueiro Cléber Reis, contratado em 2017. Uma ação na Fifa protocolada pelo clube alemão impede o Santos registrar novos jogadores até a quitação da pendência que atualmente é de 4,1 milhões de euros (R$ 22,9 milhões).






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também