Por que o Vasco de Abel Braga não agrada o torcedor

Goal.com

O empate por 1 a 1 contra o Resende, no último sábado (29), voltou a mostrar o quanto a torcida vascaína não tem gostado do trabalho feito pelo técnico Abel Braga neste início de 2020. Tanto dentro do estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, quanto nas redes sociais a insatisfação ficou evidente.

Sob o comando de Abel Braga, que tem histórico vitorioso como jogador cruz-maltino, o Vasco venceu e perdeu três vezes. Dentre as nove partidas desta temporada, acumula quatro empates. Conseguiu avançar nas primeiras fases de Copa do Brasil e Sul-Americana, mas falhou em alcançar as semifinais da Taça Guanabara no primeiro turno do Campeonato Carioca.

Mas além de o futebol em si não agradar, fato hoje é que o Vasco empata mais que ganha e vence tanto quanto perde. O torcedor, acostumado a grandes feitos, cobra e não está satisfeito. Confira outros pontos que explicam por que o time treinado por Abel Braga não tem agradado os cruz-maltinos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Histórico recente do treinador

Abel Braga Flamengo Athletico PR Brasileirão Série A 26052019
Abel Braga Flamengo Athletico PR Brasileirão Série A 26052019
(Foto: Getty Images)

O nome de Abel Braga não foi bem recebido pela maior parte dos torcedores quando foi anunciado. Como se não bastasse a decepção pela saída de Vanderlei Luxemburgo do cargo, pesou o histórico recente de Abelão.

O ex-zagueiro iniciou 2019 como treinador do Flamengo e foi muito criticado até pedir, na metade do ano, demissão. Nos últimos seis meses da temporada passada o mesmo Flamengo alcançou um nível impressionante sob o comando de Jorge Jesus e a comparação com Abel não deixou de ser feitas – com diagnóstico de críticas negativas.

Abel Braga também participou da campanha que terminou com o rebaixamento inédito do Cruzeiro no mesmo ano, ainda que tenha saído antes de o descenso ser sacramentado.

Histórico recente do clube

VAnderlei Luxemburgo Vasco 14 11 2019
VAnderlei Luxemburgo Vasco 14 11 2019
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco Da Gama)

E ainda que o Vasco esteja muito longe de viver uma realidade digna de sua história, e do que sonha o torcedor, o time que era treinado por Vanderlei Luxemburgo demonstrava mais segurança em 2019. Estamos falando praticamente do mesmo elenco em um clube que convivia com os mesmos problemas extracampo.

Sob o comando de Luxemburgo, em 2019 o Vasco tinha média de 1,06 gols por jogo. A equipe de Abel marca, contra times de qualidade bem inferior no geral (uma vez que disputa ainda o estadual) 0,44 por partida.

A defesa do Vasco de Luxa sofria mais gols (1,03) em relação ao atual (0,56). Mas faça a matemática e chegue à conclusão simples: hoje o Gigante da Colina sofre, em média, mais gols do que faz.

Resultados

O Vasco de Luxemburgo também perdia menos do que o Vasco de Abel. Em 34 partidas realizadas em 2019, o time de Luxa sofreu dez derrotas (29% na média); o time de Abel acumula três revezes num total de nove duelos (33% de derrotas).

A cultura do futebol brasileiro não é saudável em relação ao excesso de demissões de treinadores. Mas o torcedor do Vasco tem os seus motivos para não estar feliz com o trabalho de Abel Braga no clube. E a comparação feita aqui não é nem mesmo com equipes brilhantes da história vascaína, como a dos anos 40, 70 e da passagem dos anos 1990 para 2000.

Leia também