Por que o Botafogo vem sofrendo com tantas lesões?

O torcedor do Botafogo tem ficado bastante ressabiado ao ler as notícias do time. Afinal de contas, nas últimas semanas o noticiário focou bastante nas lesões sofridas pelos jogadores da equipe de General Severiano.

A lateral-direita foi a posição mais atingida por essa ‘Bruxa das Lesões’: o clube já perdeu Jonas e Marcinho por longos períodos. No atual momento, não há opções especializadas para a posição. Os zagueiros Marcelo e Joel Carli, dois destaques da função, também estão no departamento médico.

É impossível não se perguntar: por que o Botafogo tem sofrido com tantas lesões? Preparador físico do Glorioso, Ednilson Sena relativizou a questão e dividiu a pergunta em duas respostas: os problemas musculares, ocasionados pela equação ‘pré-temporada curta + jogos de alta intensidade pela pré-Libertadores’, e a fatalidade sujeita a qualquer atleta em sua profissão.

Ednilson Sena Botafogo treino 07 04 2017

"Essas lesões de joelho não têm como prever", diz preparador físico (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

“Depende do tipo de lesão. Joelho, por exemplo é um tipo de lesão que não se pode controlar. O jogador tem uma velocidade máxima, tenta frenar e pode ocasionar a entorse no joelho. Isso foge da minha alçada. Lesão muscular nós tivemos no Montillo, que é um jogador que veio do futebol chinês, com intensidade bem abaixo do futebol brasileiro", disse Ednilson, em entrevista para o Esporte Interativo.

"O Botafogo, junto com o Atlético-PR, é o único time que começou a pré-temporada para ter dez dias apenas para se preparar", lembrou, antes de falar sobre os casos recentes de Marcinho e Carli: "A lesão do Carli, por exemplo, como vou prever? Como vou falar para o Richarlison (jogador do Fluminense) não chutar o pé do Carli? Isso de estar pronto ou não, depende muito do jogador. Vamos ter que aguardar (...) Marcinho foi um acidente. Travou o joelho e acabou virando o joelho. Não posso virar para o jogador e falar para tomar cuidado com a chuteira, a grama… Essas lesões de joelho não têm como prever”.

Botafogo treino 07 04 2017

"Há um mês que não tivemos lesão muscular", lembra Ednilson (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

“O Botafogo é um clube que tem investido muito. É um clube que investe há dois anos. Quando essa diretoria assumiu em 2015, eles começaram a investir em aparelhos. Há um mês que não tivemos lesão muscular. Vai chegar uma hora e isso vai começar a minimizar. Olha no time titular e veja qual jogador se machucou?  O Camilo não foi lesão. Ele fez exame e não deu lesão. Só Montillo, que como eu disse, veio do futebol chinês”, garantiu.

Independentemente das palavras de Ednilson, o Botafogo anunciou na última sexta-feira (07) as saídas do Dr. Luiz Fernando Medeiros e do Dr. Alexandre Sales, respectivamente coordenador médico e ortopedista do clube. A insatisfação que vinha de parte dos conselheiros e torcedores estava no tempo de recuperação de alguns jogadores, como Jefferson e o lateral Luis Ricardo, que tiveram que passar por duas cirurgias e ainda não têm condições de entrar em campo. Christiano Cinelli e o ortopedista João Grangeiro ocuparão as vagas no departamento médico alvinegro.