Por que o Barcelona pode conseguir um milagre?

Equipe catalã revitalizou o jogo e os resultados depois de uma trama que permite pensar em uma virada sobre o PSG

"Seria um milagre a virada". Essa foi a forma como Ivan Rakitic encontrou para definir o desafio que o Barcelona tem com o PSG após a derrota por 4 a 0 no primeiro jogo das oitavas de final da Champions League no Parc des Princes.

Luis Suárez, por sua vez, falou do "luxo" que é esse desafio uma vez que o Barça tem a obrigação de dar tudo contra a equipe francesa, apesar do resultado desastroso: "É um dos jogos mais importantes da minha carreira", disse o uruguaio.

É claro que nem Rakitic e nem Suárez estão errados nas suas avaliações. A receita para o milagre é ser paciente e ser eficaz, como o próprio Luis Enrique afirmou. A equipe evoluiu desde a derrota em Paris. O grupo tem trabalhado pensando nos seis gols e sabendo que deve envolver as aspirações de uma equipe que sabe que "você pode colocar quatro gols em cinco minutos" e não pretende diminuir o ritmo, apesar do treinador não dar nenhuma pista para o rival.

Luis Enrique tem um plano e não quer mostrar para ninguém. Até a partida em Paris, o Barcelona se tornou previsível em vários aspectos, algo que a equipe foi corrigida nos últimos jogos em todos os níveis: tático, moral e individual. Sempre a serviço do coletivo.

Isso permitiu dois resultados: 6 a 1 e 5 a 0, alcançados após a derrota humilhante para o PSG. Claro que nem o Sporting Gijon e nem o Celta de Vigo tem o potencial da equipe francesa, mas mesmo assim...

"Não há muito o que ganhar e pouco a perder", disse Luis Enrique. E de fato é isso. É tempo de mostrar o que o Barcelona é capaz.