Por quê? Se Grêmio busca reforços incontestáveis, Everson não pode fazer parte desta lista

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

Por quê? Esta é a pergunta que o torcedor tem que fazer à direção do Grêmio quando esta cogita e até faz consulta para contratar o goleiro Everson, do Atlético-MG. Sim, não há uma explicação minimamente plausível que explique tal desejo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Trata-se de um goleiro não mais que "bom", assim como era Vanderlei. Melhor que Paulo Victor? Melhor. Mas isso não é suficiente para colocá-lo no rol de possíveis nomes a ocupar uma vaga no plantel azul. Até tenho a convicção de que o clube precisa ter ao lado de Brenno um nome mais experiente (que, definitivamente, não é Paulo Victor, já que Vanderlei acabou rescindindo o seu contrato). No entanto, que se gaste dinheiro em alguém que tenha um histórico que se imponha, como é o caso do lateral-direito Rafinha em relação a Vanderson, por exemplo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Pensar em Everson é jogar no lixo qualquer tipo de planejamento e/ou convicção em cima de um projeto de futebol. Não foi o presidente Romildo Bolzan Júnior que disse que iria ao mercado em busca de peças que resolvessem os problemas da equipe? Pois Everson não é uma delas. De nomes regulares o Grêmio está cheio. E que, sim, comem muita grana da folha. O Tricolor, que em um passado não muito distante já queria o então arqueiro do Ceará, não precisa disso. É melhor ficar com o que tem do que investir em incertezas. Só lembrando que nem a torcida do Galo é unanime em relação às qualidades do profissional. Por quê?

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.