Por onde andam o jogadores de Holanda e Argentina que se enfrentaram na Copa de 1998

Na Copa do Mundo de 1998, da França, Holanda e Argentina se enfrentaram nas quartas de final e realizaram um dos mais famosos jogos de Mundiais. Os holandeses de Bergkamp, Seedorf, Van der Sar e Kluivert venceram os argentinos de Zanetti, Veron, Simeone e Batistuta, por 2 a 1.

Hoje, 24 anos depois, as equipes voltam a se enfrentar nessa fase do Mundial, mas desta vez comandadas por Lionel Messi, Dí Maria, Enzo Fernandez, Gakpo, De Jong e Van Dijk. Evidentemente, nenhum atleta presente na disputa de 1998 segue jogando como profissional, mas alguns seguiram a carreira no esporte.

Diego Simeone, da Argentina, se aposentou em 2006 e no mesmo ano seguiu sua carreira de treinador no Racing. Cinco anos mais tarde, o ex-jogador chegou ao Atlético de Madrid, clube em que está até hoje. No time de Madrid, Simeone já conquistou dois campeonatos espanhóis, duas Ligas Europas, uma Copa do Rei e duas Supercopas da UEFA.

Juan Sebastian Verón foi mais além, o ex-jogador se tornou presidente do clube que o revelou, o Estudiantes. O ex-lateral da Internazionale se tornou vice-presidente do clube de Milão.

Diferentemente dos demais, Gabriel Batistuta, atacante da Argentina, não seguiu o caminho do esporte. O ex-jogador possui uma marca de roupa da sua família e de vez em quando se aventura como modelo. Batistuta publicou uma foto ao lado Ronaldo Fenômeno e Kluivert após uma partida de tênis.

No lado holandês, Clarence Seedorf se aposentou no Botafogo em 2013 e no ano seguinte se tornou treinador do Milan. Seu último clube como técnico foi a seleção de Camarões, em 2019. O ex-goleiro Edwin Van der Sar é chefe executivo da direção do Ajax, ele já foi diretor de marketing e CEO do clube de Amsterdã.

Dennis Bergkamp também tenta os passos como técnico e é auxiliar do Almere City FC B, time da Holanda. Patrick Kluivert é treinador interino da Seleção Curaçauense. O ex-atacante também publicou uma foto jogando tênis no Catar, país sede da Copa do Mundo, ao lado de Ronaldo, Kaka e Seedorf.