Por insistência de Ceni e sem plano B, São Paulo tentará última cartada por atacante do Internacional

Atacante não marca desde o mês de março (Ricardo Duarte)


O São Paulo já acertou a contratação de seis reforços para 2023. Mas a ausência de um nome em específico ainda pertuba o técnico Rogério Ceni: o atacante David.

Xodó do treinador dos tempos de Cruzeiro e Fortaleza, o jogador é tido como imprescindível para os planos de Ceni neste ano. Seja por ser fá de seu estilo de jogo. Seja pela polivalência. Centroavante de origem, pode fazer as pontas quando necessário.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


+ Saiba como acabou a treta entre Milly Lacombe e Rogério Ceni
+ Confira as principais negociações do futebol nacional no Mercado da Bola do L!


Até pela insistência do treinador, o Tricolor deve entrar mais uma vez em uma rodada de negociações com o Colorado por David nesta semana.

Nos corredores do Morumbi, o sentimento é de que o negócio aconteceria mais fácil. O atacante tem 38 jogos no último ano pelo clube gaúcho, com apenas dois gols marcados. Não vai às redes desde junho.

Mas o Tricolor encontrou resistência. E por motivos extra-campo. Há mágoas internas no Inter. Primeiro pelo fato do São Paulo ter atravessado as negociações por Nikão no início do ano passado. O Colorado tinha tudo acertado com o ex-Athletico-PR, hoje já emprestado ao Cruzeiro.

Depois, o Inter tinha esperanças de que o São Paulo lhe ajudaria a chegar a um acordo com o meia Igor Gomes, que acabou acertando o seu futuro com o Atlético-MG.

Diante disso, o Colorado resolveu endurecer as coisas para o Tricolor. Além do pagamento integral dos salários de David, o clube exige também o pagamento de um valor para a liberação do jogador por empréstimo de uma temporada, como quer os paulistas.

O São Paulo chegou a encerrar as conversas na última semana, por não concordar com as condições. Mas há uma insistência de Ceni com o nome do atleta. E uma carência no elenco. Das 12 saídas confirmadas para esta temporada do elenco do ano passado, estão os centroavantes Éder e Bustos, o que deixa o clube sem opções para a reserva de Calleri sem ser opções vindas de Cotia, como Maioli.

Diretoria e treinador entendem que é pouco. E que o São Paulo precisa de uma opção a mais para o ataque. Por isso vão insistir com David. O LANCE! apurou que o Tricolor deverá aceitar o pagamento da taxa de liberação, desde que seja incluída uma cláusula de valor fixado para o xodó do treinador, que já sinalizou positivamente por meio de seu estafe com a oportunidade de atuar no Morumbi.

> Confira jogos, classificação e simule os resultados do Paulistão-23