Por gol nos minutos finais, Botafogo desperdiçou chances de quebrar tabus no Brasileirão; relembre

João Alexandre Borges
·2 minuto de leitura


Apesar do rebaixamento para segunda divisão com uma campanha de 22% de aproveitamento, a temporada do Botafogo não começou mal. Dos oito primeiros jogos, o time perdeu apenas um, contra o Internacional. É verdade que foram seis empates, mas esse panorama poderia ser melhor caso o clube de General Severiano não tivesse sofrido gols nos minutos finais das partidas contra Corinthians e Athletico-PR na oitava e nona rodadas, respectivamente.

+ Botafogo faz proposta por Thiago Lopes, meia do Coritiba

Curiosamente, tanto quanto o clube paulista, quanto com o clube paranaense, o Botafogo também esteve perto de quebrar tabus. Contra o Corinthians, nunca venceu na Neo Química Arena; contra o Athletico, nunca venceu na Arena da Baixada após a reforma.

Retrospecto na Neo Química Arena

Desde 2014, ano da inauguração estádio do Corinthians, foram dois empates e quatro derrotas – em 2015 as equipes não se enfrentaram porque o Glorioso estava na série B. Neste ano, o Botafogo chegou a ficar atrás do placar, mas conseguiu a virada com gols de Bruno Nazário e Salomon Kalou. Contudo, aos 48 minutos do segundo tempo, Jô empatou a partida para o Timão.

A última vitória do Botafogo sobre o Corinthians em São Paulo aconteceu no Pacaembu, no dia 11 de julho de 2012. Naquela oportunidade, Elkson (2) e Paulo André (contra) fizeram os gols da vitória do Glorioso por 3 a 1.

Retrospecto na Arena da Baixada depois da reforma

Desde 2014, ano da primeira partida entre as equipes no estádio após a reforma, dois empates e quatro derrotas. No confronto deste ano, o Botafogo saiu na frente com um gol de Victor Luis, de pênalti, mas tomou o empate com Ravanelli aos 43 minutos do segundo tempo. O resultado poderia ter sido ainda pior caso Nikão convertesse o pênalti cobrado aos 48 minutos da etapa final.

A última vitória do Botafogo sobre o Athletico na Arena da Baixada aconteceu no dia 3 de agosto de 2008. Naquela oportunidade, Jorge Henrique, Túlio Lustosa e Lúcio Flávio fizeram os gols da vitória.