Por cotovelada, Léo Pereira pode perder eventual final do Flamengo na Libertadores

·1 minuto de leitura


Caso se classifique para a decisão da Libertadores, o Flamengo pode não contar com o zagueiro Léo Pereira. Isso porque a Unidade Disciplinar da Conmebol abriu procedimento contra o defensor com base no artigo 16.1 B do código disciplinar por causa da cotovelada em Léon, do Barcelona. O fato ocorreu na noite da última quarta-feira, quando o Rubro-Negro venceu o time equatoriano por 2 a 0, em jogo válido pela ida da semifinal da competição. A informação foi dada inicialmente pelo "UOL".

> ATUAÇÕES: Andreas, Bruno Henrique e Gabi comandam vitória do Flamengo

"Suspensão no mínimo de dois jogos na competição ou por um período de tempo específico, por conduta violenta ou por agredir jogadores ou qualquer outra pessoa presente na partida, exceto os oficiais", diz o artigo 16.1 B do Código Disciplinar da Conmebol.

Além disso, o árbitro Andrés Cunha colocou na súmula do jogo que o zagueiro foi expulso por "conduta violenta". Veja abaixo:

"Foi expulso o jogador número 4 do Flamengo, Leonardo Pereira, aos 88 minutos por conduta violenta. Com a bola parada e antes de um escanteio, aplica um golpe com seu cotovelo contra o pescoço de um rival. Não estava advertido e acatou a ordem".

> Veja a tabela da Libertadores

Vale destacar que, mesmo que pegue um gancho maior, Léo Pereira já está fora do jogo da volta, na próxima quarta-feira, contra o Barcelona-EQU, uma vez que cumpre suspensão automática. O Flamengo terá até o dia 28 de setembro para enviar a defesa no caso do jogador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos