Por corte de cabos do VAR, STJD pune Avaí com perda de mando de campo

Azzurra está impedido de fazer sua próxima partida na Ressacada (Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu o Avaí com a perda de um mando de campo em razão do corte em cabos do sistema do Árbitro de Vídeo (VAR) antes da partida contra o Atlético-GO, no último dia 1° de outubro, válida pelo Campeonato Brasileiro.

>Belo deve pagar quase R$ 400 mil para os advogados de Denílson

Na oportunidade, o atentado contra os cabos de fibra óptica impediram o funcionamento na partida de duas câmeras extras que são exclusivas do VAR. Mais precisamente, os equipamentos que ficam na linha dos dois gols e que são independentes das imagens captadas pelo sistema de transmissão do Grupo Globo, detentor dos direitos do Brasileirão e que também dão suporte ao Árbitro de Vídeo.

Inicialmente, a denúncia que foi apresentada Procuradoria de Justiça Desportiva falava em interdição preventiva do Estádio da Ressacada, algo que foi refutado pelo presidente do STJD, Otávio Noronha, optando somente pela perda do mando de campo.

Desta forma, o Avaí está impedido de receber em seu estádio a equipe do Fluminense, no próximo dia 16 de outubro, às 19h (de Brasília), em compromisso da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.