Ponte vence Ituano e assume liderança do Grupo D do Paulistão

O Ituano recebeu a Ponte Preta neste domingo no estádio Novelli Júnior. Aproveitando o mau momento dos adversários, o Galo foi para cima em busca de retornar à vice-liderança do Grupo A. Porém, foi a Macaca quem se deu melhor após a expulsão de Morato, aproveitando a vantagem numérica e vencendo por 1 a 0 com o gol já no fim da partida de Lucca.

Com o resultado o time campineiro assumiu a liderança do Grupo D, à frente do Mirassol e Santos. Já o Ituano não conseguiu reverter a difícil situação que se encontra e chegou ao quarto jogo sem vitória. O time é o lanterna do Grupo A, que conta também com Corinthians, na liderança, Botafogo-SP e São Bernardo.

O jogo – Tentando esquecer a dura eliminação sofrida na Copa do Brasil na última quinta-feira, quando acabou caindo nos pênaltis contra o Cuiabá, a Ponte Preta entrou em campo com uma postura cautelosa, optando por explorar os contra-ataques, uma vez que o Ituano estava atuando em casa.

Detendo mais a posse de bola, o Ituano teve suas principais chances no primeiro tempo com Claudinho, que arriscou duas vezes de fora da área, assustando o goleiro Aranha. Já a Ponte tirou o sossego do Galo com Pottker, que desperdiçou uma grande oportunidade na entrada da pequena área logo aos sete minutos. Já no fim da etapa inicial, aos 40 minutos, o atacante serviu Clayson, que chegou a balançar as redes, mas teve seu gol anulado por impedimento.

Na volta do intervalo o Ituano seguiu com forte presença no ataque. Aos quatro minutos Romarinho mandou para a área em cobrança de falta e Guly exigiu boa defesa de Aranha após forte cabeçada. Porém os planos do Galo acabaram indo por água abaixo após Morato, para matar o contra-ataque da Ponte, acabou dando uma tesoura por trás em Matheus Jesus, lance que custou o cartão vermelho ao meia.

Com um a mais em campo, a Ponte Preta se jogou ao ataque e foi para cima dos donos da casa. Aos 16 minutos Pottker invadiu a área, driblou o zagueiro e chutou forte, mas a bola acabou indo por cima do gol.

Mais um passe de Pottker, mais um gol anulado da Ponte. Desta vez Lucca recebeu praticamente embaixo do gol aos 32 minutos e empurrou a bola para o fundo das redes, no entanto, o árbitro auxiliar estava em cima do lance e acabou marcando impedimento.

A vantagem numérica, enfim, deu resultado aos 40 minutos. Lucca recebeu bom cruzamento da direita e subiu mais do que o zagueiro para cabecear no cantinho e abrir o placar para a Ponte Preta. Daí em diante bastou aos visitantes apenas administrarem o placar para assegurarem os três importantes pontos.