Ponte Preta vence o CRB e ganha fôlego na luta contra o rebaixamento na Série B

·4 min de leitura


Na noite deste domingo (7), a Ponte Preta recebeu o CRB em partida válida pela 34ª rodada do Brasileirão Série B 2021. No Moisés Lucarelli, a Macaca contou com gol de Léo Naldi ainda no primeiro tempo para vencer o adversário por 1 a 0. Com o triunfo, a equipe campineira chegou aos 42 pontos e assumiu a 15ª colocação. Por outro lado, o Galo fica em 6°, com 54.

Agora, as duas equipes voltam a campo ao longo da semana, pela 35ª rodada do Brasileirão Série B 2021. Na quarta-feira (10), o CRB recebe o Londrina, às 19h. No mesmo horário, mas na quinta-feira (11), a Ponte Preta encara o Botafogo, em casa.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Começo sem emoções
Os primeiros movimentos no Moisés Lucarelli foram de muitos estudos e poucas chegadas de perigo de lado a lado. Com a bola e em casa, a Ponte Preta tentou dominar as ações, mas pouco conseguiu criar. No melhor dos lances, Rodrigão tentou uma finalização com estilo, mas errou e facilitou a defesa.

Por outro lado, o CRB buscou centralizar sua jogadas em Diego Torres. Deslocado pela direita, o argentino tentou organizar as ações ofensivas dos alagoanos, mas encontrou caminho fechado.

Na trave!
​Com o passar do tempo, a partida foi se destravando e as oportunidades começaram a aparecer. Mais discreto, o CRB conseguiu chegar com Nicolas Careca, que escorou cruzamento de Guilherme Romão, mas mandou para fora.

O susto acordou a Ponte Preta, que passou a controlar as ações da partida e ficou muito mais com a bola na parte intermediária da primeira etapa. O chute mais perigoso foi do lateral Rafael Santos, que soltou a bomba, viu a bola desviar no meio do caminho, bater na trave e morrer nas mãos de Diogo Silva.

De tanto tentar...
Na reta final da primeira etapa, a Macaca se fez superior em sua casa e com o apoio de sua torcida. Fessin arriscou chute com perigo à direita de Diogo Silva. Pouco depois, Yago ficou com a sobra na entrada da área e bateu colocado. O goleiro do CRB se esticou todo e desviou para escanteio.

A festa veio um minuto depois. Léo Naldi recebeu na entrada da área e, mesmo desajeitado, tentou chute de chapa. A bola foi no canto esquerdo de Diogo Silva, que caiu atrasado e não conseguiu fazer a defesa.

Uma lá, uma cá
Na volta do intervalo, o CRB voltou disposto a buscar o empate a todo custo, diante de um adversário que também não se retrancou até os 25 minutos e propôs o seu jogo quando teve a posse de bola.

O time visitante quase conseguiu a igualdade com Júnior Brandão, aos 14. O atacante finalizou de dentro da área, mas viu a bola beijar a trave e sair. Do outro lado, Moisés recebeu, driblou a marcação e bateu colocado, mas a finalização passou rente ao ângulo do goleiro Diogo Silva.

Polêmica!
​Com o passar do tempo, a Ponte Preta foi se fechando e ficando à espreita para os eventuais contra-ataques, já que o CRB se lançou com tudo ao campo de ataque.

A oportunidade da Macaca veio aos 37', quando Rodrigão cortou um passe da defesa alagoana e disparou em velocidade. Ao driblar Diogo Silva, o atacante caiu, e o árbitro assinalou falta, expulsando o goleiro. Contudo, depois de analisar o VAR, Dewson Freitas anulou o cartão vermelho, gerando revolta entre os mandantes.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1 X 0 CRB
​​​​Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data/Horário: 07 de novembro de 2021 (domingo), às 20h30
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Marcio Gleidson Correia Dias (PA)
Gol: Léo Naldi (42'/1°T) (1-0)
Cartões amarelos: Rodrigão (Ponte Preta), Jean Patrick, Claudinei, Émerson, Caetano (CRB)

PONTE PRETA: Ivan; Felipe Albuquerque, Fábio Sanches, Rayan (Ednei, aos 12'/2°T) e Rafael Santos; Yago Henrique (Lucas Cândido, aos 46'/2°T), Léo Naldi (Marcos Júnior, aos 0'/2°T) e Fessin (Thalles, aos 32'/2°T); Niltinho (Iago, aos 32'/2°T), Moisés e Rodrigão. Técnico: Gilson Kleina.

CRB: Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei (Marthã, aos 0'/2°T), Jean Patrick (Wesley, aos 23'/2°T) e Diego Torres (Renan Bressan, aos 19'/2°T); Émerson (Pablo Dyego, aos 19'/2°T), Jajá e Nicolas Careca (Júnior Brandão, aos 0'/2°T). Técnico: Allan Aal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos