Ponte Preta, na base da pressão, vira pra cima do Figueirense em Campinas

Futebol Latino
·2 minuto de leitura


Jogando no estádio Moisés Lucarelli, a Ponte Preta saiu atrás no marcador diante do Figueirense, mas conseguiu buscar a virada por 2 a 1 em resultado que recolocou o time campineiro nas proximidades do G4 em quinto lugar com 30 pontos. No caso da equipe de Florianópolis, o revés deixou o time na 18ª colocação com 19 unidades.

SE UM LADO NÃO APROVEITA...

A Ponte conseguia ter domínio territorial do confronto, girando a bola na procura de espaços para assustar a meta defendida por Sidão. Todavia, tinha sérias dificuldades no momento de dar o último passe para abrir espaços de finalizações mais agudas, deixando a partida em ritmo mais travado por boa parte da primeira etapa.

Por outro lado, na primeira batida em gol que o time de Florianópolis conseguiu chegar no ataque, a bola cruzada do lado esquerdo espirrou na marcação e Everton Santos pegou de primeira. A bola desviou na zaga da Macaca e tirou completamente o goleiro Ygor da jogada. Placar inaugurado na cidade de Campinas aos 34 minutos.

PRESSIONOU E CONSEGUIU

Necessitada de buscar o marcador, a Ponte tentou se manter em ritmo de pressão ofensiva na segunda etapa ao criar volume para tentar encontrar o tão perseguido gol de empate. Porém, a conclusão seguia sendo o grande empecilho da equipe dirigida por Marcelo Oliveira, fazendo com que o Figueira conseguisse resistir as investidas do time campineiro sem que, efetivamente, o goleiro Sidão tivesse feito grandes defesas.

E foi somente aos 25 minutos, em jogada individual do ataque ponte-pretano, que Tiago Orobó deu bom passe em velocidade para Guilherme Pato que, de frente para o goleiro do Figueirense, bateu cruzado, forte, por baixo de Sidão para deixar tudo igual.

Dois minutos depois de conseguir o empate, em nova subida da Macaca que seguia sendo dominante nas tentativas de ataque, em chute onde Sidão não conseguiu encaixar, Apodi estava esperto no rebote e bateu com força para virar o marcador do Moisés Lucarelli.