Ponte Preta e líder Botafogo empatam em jogo morno em Campinas

·3 min de leitura
Campinas (SP), 11/11/2021 - Futebol / Campeonato Brasileiro - Partida entre Ponte Preta X Botafogo válida pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2021 nesta quinta (11) no estádio Moisés Lucarelli em Campinas, São Paulo (Foto: Karen Fontes/iShoot/Folhapress)
Campinas (SP), 11/11/2021 - Futebol / Campeonato Brasileiro - Partida entre Ponte Preta X Botafogo válida pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2021 nesta quinta (11) no estádio Moisés Lucarelli em Campinas, São Paulo (Foto: Karen Fontes/iShoot/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Ponte Preta e Botafogo se enfrentaram na noite desta quinta-feira (11), no Moisés Lucarelli, com objetivos distintos na Série B do Campeonato Brasileiro. Neste cabo de guerra, os dois lados igualaram forças e ficaram no empate sem gols.

Com o placar, a Ponte foi a 43 pontos e ainda tenta afastar de vez as chances de rebaixamento —o Londrina, primeiro na degola, tem 38. O Botafogo, por sua vez, permanece na liderança, agora com 63 pontos.

Na próxima rodada, a Ponte Preta visita justamente o Londrina, na segunda-feira. O clube carioca volta a campo no mesmo dia, no Nilton Santos, contra o Operário.

A Ponte Preta começou o duelo um pouco acanhada, mas, aos poucos, pela necessidade do resultado e aproveitando o fator casa, foi se soltando. As investidas pelas pontas geraram apreensão no Botafogo. A equipe de Gilson Kleina, porém, pecava no momento de arrematar as jogadas.

Já o clube alvinegro aplicou uma pressão inicial, mas o rendimento teve uma queda. Mais fechado, os visitantes apostaram nas saídas em velocidade, nos contra-ataques. No segundo tempo, houve uma tentativa de mudar a postura, mas as jogadas pareciam não fluir. A equipe não mostrava a mesma movimentação de partidas anteriores, principalmente no setor ofensivo.

CRONOLOGIA

O jogo mal havia começado e o goleiro Ivan fez uma grande defesa. Após cobrança de falta, a bola sobrou para o zagueiro Kanu na cara do gol. Ele finalizou e o camisa 1 da Macaca, com reflexo, evitou a abertura do placar.

O primeiro tempo foi agitado e equilibrado, mas sem encher os olhos. As equipes brigaram muito, mas não conseguiram criar oportunidades claras. A Ponte Preta ainda levou mais perigo nos avanços pelas alas, mas sem sucesso. O Botafogo, por sua vez, iniciou com mais ímpeto e depois caiu de rendimento. Fez a defesa adversária trabalhar em alguns contra-ataques.

O Botafogo, em algumas jogadas mais entrosadas, conseguiu chegar à frente. O time balançou a rede com Navarro, mas o gol foi anulado por impedimento do lateral-esquerdo Carlinhos, autor do cruzamento para o camisa 99.

No fim do primeiro tempo, o técnico Enderson Moreira acabou recebendo cartão amarelo. Ao apito final, saiu visivelmente contrariado.

Na volta para o segundo tempo, a Ponte Preta esteve com uma presença maior no campo de ataque, apesar de o Botafogo ter mais a bola. Ainda nos primeiros minutos, foram três jogadas que animaram os torcedores.

Ronald, opção de Enderson na etapa final, entrou e foi o autor da finalização mais perigosa do jogo. Após passe de Diego Gonçalves, ele dominou na área e bateu. A bola passou próximo à trave direita de Ivan.

Em cobrança de falta, Carlinhos mandou a bola no travessão.

No fim, a Ponte quase abriu o placar, mas Kanu apareceu no momento certo. Apesar da correria final de ambos os lados, o marcador não foi modificado.

Estádio: Moisés Lucarelli, Campinas (SP)

Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)

Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Márcio Iglésias Araújo Silva (PI)

VAR: Wagner Reway (PB)

Cartões amarelos: Felipe Albuquerque, Rodrigão (PON); Enderson Moreira, Kanu, Oyama, Ronald (BOT)

PONTE PRETA

Ivan, Felipe Albuquerque, Fábio Sanches, Ednei e Rafael Santos; Yago, Marcos Júnior (Lucas Cândido) e Fessin (Camilo); Niltinho (Iago), Rodrigão e Moisés. T.: Gilson Kleina

BOTAFOGO

Diego Loureiro, Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Carlinhos (Hugo); Luís Oyama, Pedro Castro (Barreto) e Marco Antônio (Matheus Frizzo); Warley (Ronald), Diego Gonçalves e Rafael Navarro (Rafael Moura). T.: Enderson Moreira

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos