Ponte Preta e Guarani anunciam novos 'velhos' treinadores: Kleina e Vadão

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Os dois clubes de Campinas anunciaram nesta quinta-feira (23) seus novos técnicos. No Guarani, foi anunciado Vadão, que estava sem trabalho desde novembro de 2016, quando teve sua saída da seleção brasileira feminina de futebol confirmada pela CBF. Ele chega para substituir Maurício Barbieri, demitido após empate do Guarani com o Velo Clube pela Série A-2 do Campeonato Paulista, na última quarta-feira (22), no Brinco de Ouro. O não faz boa campanha na competição estadual.

O novo técnico bugrino inclusive já esteve no Brinco de Ouro da Princesa e conversou com os jogadores do elenco, conforme publicou o Guarani em seu Twitter. Esta será a quinta passagem de Vadão pelo Guarani. Ele já comandou o Bugre em 1995, entre 1997 e 98, entre 2009 e 2010 e em 2012. Entre as maiores conquistas no clube está o acesso para a Série A, em 2009, e o vice-paulista, em 2012.

PONTE PRETA

A Ponte Preta também confirmou nesta quinta-feira (23) a contratação do treinador Gilson Kleina, que deixou o Goiás após uma reunião com o presidente do clube esmeraldino, Sérgio Rassi, na tarde da última terça-feira (21).

Esta será a segunda passagem de Gilson Kleina pela Ponte Preta. A primeira foi entre dezembro de 2010 e setembro de 2012, quando deixou a Macaca para dirigir o Palmeiras.

Gilson Kleina acumula 115 jogos pela Ponte Preta, sendo 48 vitórias, 32 empates e 35 derrotas. Neste período, ele conquistou o acesso à Série A e levou o time às quartas de final do Paulista 2011 e à semi do Paulista 2012.

O treinador chega nesta quinta (23) ao Majestoso e já comanda o treinamento da equipe alvinegra de olho no jogo contra o São Bento, domingo (26), quando reestreará pela Ponte Preta.

"Gilson Kleina marcou época na Ponte por seu excelente trabalho, nos levou de volta à série A e é um ótimo profissional, além de ser uma pessoa que todos gostam no Majestoso. Era e é nossa primeira opção e ficamos muito felizes em trazê-lo de volta", disse o presidente Vanderlei Pereira.