Ponte para em goleiro rival e estreia com empate na Sul-Americana

A Ponte Preta estreou com empate na Copa Sul-Americana. Pela primeira fase da competição, a equipe ficou no 0 a 0 com o Gimnasia La Plata-ARG, no Moisés Lucarelli, na noite desta quarta-feira. Mesmo pressionando, principalmente na primeira etapa, os campineiros não conseguiram levar vantagem para o duelo da volta.

A Macaca tenta, em 2017, repetir a histórica campanha de 2013, quando eliminou rivais tradicionais, como o Vélez Sarsfield-ARG e o São Paulo, atingindo a final da competição. Na decisão, acabou perdendo para o Lanús, com empate no Brasil e derrota na Argentina.

O jogo de volta entre campineiros e argentinos acontece no dia 9 de maio, às 21h45 (de Brasília). Quem vencer avança, enquanto empate com gols classifica os brasileiros à próxima fase. Igualdade por 0 a 0 leva a disputa aos pênaltis.

O jogo – A Ponte começou buscando fazer valer o fator casa. Aos 10 minutos, o volante Elton carregou a bola até a entrada da área e disparou boa finalização, que passou perto da trave. 13 minutos depois, foi a vez de Renato Cajá tentar, parando no goleiro Alexis Martín.

Com mais posse, a Macaca não deixou de correr atrás do gol. Aos 31, Fernando Bob também tentou, mas o arqueiro do Gimnasia salvou novamente. Ainda antes do intervalo, Martin salvou os visitantes em arremate de William Pottker.

Sem conseguir superar a boa atuação do goleiro rival, os comandados de Gilson Kleina acabaram indo aos vestiários sem mexer no placar, com o marcador apontando o 0 a 0.

Na segunda etapa, a situação mudou. Os argentinos saíram mais para o ataque, criando algum perigo. Aos 8 e aos 13, em jogadas aéreas, os visitantes estiveram perto de abrir o placar e sair em vantagem no Moisés Lucarelli.

A Ponte conseguiu responder apenas aos 26, quando Renato Cajá bateu falta com perigo, acertando a rede pelo lado de fora. Parte da torcida vibrou, imaginando que a bola havia entrado.

Com a partida entrando nos momentos, o nervosismo aumentou e, aos 32, mesmo já no banco de reservas, após ser substituído, o atacante Lucca acabou expulso, virando desfalque para o duelo de volta, na Argentina.

No minuto seguinte, dentro de campo, Mazzolla tentou de cabeça, mas Aranha apareceu bem, evitando o gol. Depois disso, o jogo ficou mais truncado, sem grandes oportunidades. Assim, a rede não balançou e a partida acabou 0 a 0.

Everton-CHI vence em casa

Em outra partida desta quarta-feira, o Everton-CHI fez 1 a 0 no Patriotas-COL, jogando em casa, também pelo duelo de ida da primeira fase da Sul-Americana. O gol foi marcado por Ceratto, aos 8 do segundo tempo.

O jogo de volta acontece na Colômbia, no dia 30 de maio. Os chilenos jogam pelo empate, enquanto o Patriotas precisa de vitória por dois gols para avançar. 1 a 0 a favor dos mandantes leva o confronto para os pênaltis.