Polícia prende sétimo suspeito de envolvimento no 'Caso Daniel'

Yahoo Esportes
Daniel durante treino do São Paulo em 2016 (Gazeta Press)
Daniel durante treino do São Paulo em 2016 (Gazeta Press)

Mais um suspeito de envolvimento no assassinato do jogador Daniel Corrêa foi preso na manhã desta quinta (15), em São José dos Pinhais (PR). Eduardo Purkote Chiuriatto, de 18 anos, foi citado em múltiplos depoimentos e é a sétima pessoa detida pela Polícia Civil local durante as investigações do caso.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

De acordo com o delegado Amadeu Trevisan, Purkote é suspeito de ter quebrado o celular de Daniel, arrombado a porta do quarto de Cristiana e batido no jogador em múltiplos momentos. Ele também seria o responsável por ter pego a faca usada por Edison Brittes para cometer o assassinato.

Purkote tem um irmão e os dois estavam na festa na casa da família Brittes. Segundo o depoimento de Edison, os dois chegaram ao local por volta de 7h. O delegado afirmou que o irmão de Eduardo não participou das agressões e teria até tentado evitar que Daniel fosse espancado.

Em entrevista à Massa News, o advogado Ricardo Dewes, que representa Eduardo e seu irmão, disse que os dois não tiveram envolvimento no crime. “Eles estão completamente horrorizados, são novos, de família boa. O que está acontecendo para eles é uma tragédia, são vítimas disso. Estava no lugar errado, na hora errada, e acabaram participando desse horror”, afirmou Dewes.

Com a prisão de Purkote, o número de suspeitos do crime detidos de forma preventiva pela Polícia chegou a sete. Os outros são Edison Brittes – autor confesso do assassinato -, Cristiana Brittes, Allana Brittes, Eduardo da Silva, David Willian e Ygor King.

Leia também:
– Há 80 anos nascia o Íbis, o ‘pior time do mundo’
– Palmeiras pode abrir mão de estádio em 2019
– Tite rebate acusações de Marcelinho Carioca

Leia também