Polícia interrompe festa clandestina em hotel fazenda no DF

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura

A Polícia Militar do Distrito Federal interrompeu uma festa clandestina realizada na noite de sexta-feira (1º) em um hotel fazenda na BR-060.

O local foi interditado por violar os protocolos de combate ao novo coronavírus. Segundo o DF Legal, órgão responsável pela fiscalização, em Brasília, os responsáveis pelo espaço foram multados em R$ 35 mil.

Leia também

De acordo com informações do portal G1, o estabelecimento não tinha autorização para o evento. A equipe foi até o hotel após denúncias de uma festa que teria duração de três dias.

“Pelo menos, 300 pessoas estavam no local. Além da aglomeração, elas não usavam máscara”, disseram os fiscais.

O público foi dispersado com a ajuda da Polícia Militar.

Em outra ocorrência, um homem embriagado de 27 anos foi preso depois de depredar uma viatura policial na manhã de sexta, em Taguatinga. Ele participava de uma festa clandestina de Réveillon com cerca de 80 pessoas. Os militares foram ao local depois de os vizinhos reclamarem do som alto.

Enquanto a equipe policial se dirigia ao veículo que emitia o som, o rapaz foi à viatura e retirou à força o equipamento de comunicação. Os militares tentaram contê-lo, mas ele conseguiu arremessar o objeto que quebrou o vidro lateral da viatura.

A multidão que estava na festa começou a atirar garrafas e pedras nos policiais. O objetivo era resgatar o vândalo que foi preso em flagrante. A confusão só acabou depois da chegada do reforço policial.

Um dos militares ficou ferido na mão. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Regional de Taguatinga. O rapaz foi encaminhado para a 12ª Delegacia de Polícia e vai responder por dano ao patrimônio.