Polícia interrompe festa clandestina com 500 pessoas em São Paulo

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Polícia interrompe balada clandestina com 500 pessoas na zona sul de São Paulo

A Polícia Civil interrompeu uma festa clandestina com aglomeração na madrugada deste sábado (13), na zona sul de São Paulo. O evento, realizado durante a pior fase da pandemia de coronavírus no estado, reuniu cerca de 500 pessoas, a maioria jovens sem máscaras de proteção.

Festas e aglomerações estão proibidas em São Paulo, que endureceu medidas restritivas para tentar frear a propagação do vírus causador da Covid-19. Na última sexta-feira, o estado bateu recorde de vítimas fatais no período de 24 horas, com 521 mortes registradas.

Leia também:

Segundo informações da polícia publicadas pelo portal G1, o organizador da balada clandestina, ocorrida na Estrada de Itapecerica, foi levado para a unidade do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), no centro da capital, para prestar depoimento.

O responsável pela festa irá responder por crime contra a saúde pública e por não respeitar as leis da Vigilância Sanitária, informou o delegado Eduardo Brotero.

Uma denúncia anônima levou a polícia ao local. A casa será autuada, multada e, possivelmente, lacrada, informou a o delegado. O equipamento de som e as bebidas foram apreendidos. No local, ainda foram encontradas drogas e uma arma de fogo caseira.