Polônia afasta segurança de Lewandowski por suposta ligação com grupos neonazistas

Guarda-costas de Lewandowski na seleção polonesa foi afastado (Foto: KENZO TRIBOUILLARD / AFP)


A Federação Polonesa de Futebol anunciou no início desta semana o afastamento do guarda-costas Dominik Gruszewski, que cuidava da segurança do astro Robert Lewandowski, por supostas ligações com grupos neonazistas.

- A Federação Polonesa de Futebol informa que, devido a relatos da mídia sobre Dominik Gruszewski, foi decidido afastá-lo de todas as atividades relacionadas à seleção nacional - declarou a federação em nota.

+ Veja a tabela da Copa do Mundo 2022

Segundo o jornal polonês "Wirtualna Polska", Gruszewski, conhecido como "Grucha", fazia parte de uma gangue de "skinheads" em uma cidade no norte do país e responde um processo judicial.

Ainda de acordo com a publicação, foram encontrados materiais de propaganda neonazista na casa de Gruszewski. A organização criminosa na qual o segurança fazia parte era responsável por roubos e outros delitos.