Polícia proíbe uso de rádios de pilha nos estádios de Pernambuco; entenda

Arena Pernambuco é um dos principais estádios de Pernambuco  (Foto: AFP /Yasuyoshi Chiba)


A Polícia Militar de Pernambuco proibiu o uso de rádios de pilha nos estádios do estado. Em nota oficial divulgada pelo "ge", a PM explica que a restrição acontece por "questões de segurança e prevenção à violência, devido ao risco de esses objetos serem arremessados ou utilizados em possíveis brigas de torcidas."

> Abel Braga deixa o Fluminense: veja técnicos brasileiros livres no mercado

Além dos rádios de pilha, que são utilizados pelos torcedores em jogos no estado de Pernambuco, a PM informou que baterias, instrumentos musicais, apitos e porta-bandeiras também estão vedados.

Esta, cabe destacar, não é a primeira medida tomada para impedir possíveis casos de violência tanto dentro quanto nos arredores dos estádios. No início deste ano, por exemplo, foi a determinação de torcida única em partidas com equipes rivais. Nesse sentido, os clássicos Sport x Santa Cruz, Sport x Náutico e Náutico x Santa Cruz aconteceram apenas com torcedores do time mandante.

VEJA A NOTA DA POLÍCIA

Informamos que é vedado o ingresso de rádios de pilha, baterias, instrumentos musicais, apitos e porta-bandeiras, bem como outros objetos que representem risco à segurança. A restrição atende aos protocolos de segurança implementados desde a Copa das Confederações e da Copa do Mundo no Brasil. Qualquer objeto que represente ameaça à integridade dos torcedores poderá ser apreendido. A restrição se dá por questões de segurança e prevenção à violência, devido ao risco de esses objetos serem arremessados ou utilizados em possíveis brigas de torcidas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos