Polícia francesa prende quatro suspeitos de roubos em casas de Marquinhos e Di María, do PSG

·1 minuto de leitura


A Polícia francesa deteu, nesta terça-feira, quatro pessoas suspeitas de terem roubado as casas dos jogadores Di María e Marquinhos, do Paris Saint-Germain. Os crimes aconteceram em março, enquanto os atletas estavam em uma partida do clube parisiense. Segundo informações da Reuters, são quatro homens entre 18 e 29 anos.

+ TABELAS: Não é o PSG! Confira quem lidera o Campeonato Francês

Os quatro homens foram encontrados pelos agentes locais e tiveram suas casas reviradas. Na época do crime, o argentino Di María chegou a ser substituído durante a partida para socorrer os familiares. O jogador recebeu, durante o confronto com o Nantes pelo Campeonato Francês, a notícia de que a sua família havia sido sequestrada em um assalto em sua casa, em Paris.

Esta não é a primeira vez que atletas do clube são assaltados ou passam por situações de risco. Neste domingo, o atacante e camisa 10 da equipe, Neymar, teve a casa invadida pela tarde por um homem, que foi interceptado por seguranças carregando bíblias. O detido chegou a ser levado para uma avaliação psicológica.

Segundo o RMC Sport, da França, um roubo com sequestro também havia ocorrido na casa do zagueiro brasileiro, que só soube da notícia após o jogo e permaneceu em campo até o apito final. O pai do ex-Corinthians chegou a ser feito refém. No caso de Ángel Di María, os ladrões levaram joias e relógios e um cofre. Em campo, o PSG perdeu para o Nantes por 2 a 1.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos