Polícia investiga o atacante Diego Costa, do Atlético-MG, por suposta participação em esquema de apostas

·2 minuto de leitura


O atacante Diego Costa, do Atlético-MG, está sendo investigado pela Polícia Federal de Sergipe, por uma suposta participação em um esquema milionário de apostas online na "Operação Distração". A PF apura "suposta prática de exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa envolvendo o site de apostas ESPORTENET, seus proprietários, operadores financeiros e financiador", como afirmou o comunicado enviado pela PF à imprensa.

A informação foi veiculada inicialmente pelo portal "ge" e confirmada pelo LANCE!. Diego é apontado nas investigações como suposto financiador do esquema. A operação também investiga a participação de doleiros e faz busca e apreensão em outros estados.

A Justiça sergipana, com a sexta Vara Federal de Itabaiana, interior do estado nordestino, expediu sete mandados de busca e apreensão para serem cumpridos em Itabaiana-SE, Lagarto-SE, cidade natal de Diego Costa, dois em Simão Dias-SE, um em Salvador e um em São Paulo.

+ Veja a tabela do Brasileiro e simule os resultados dos jogos

A Polícia Federal diz que "na primeira fase da operação, deflagrada em 03/03/2021, foram apreendidos documentos e equipamentos eletrônicos que permitiram o aprofundamento da investigação e a quantia de R$ 13.129.217,00 em espécie".

A Polícia Federal também quer saber para onde foi enviado o dinheiro arrecadado no esquema, pois configura evasão de divisas.

O Atlético-MG afirmar desconhecer o caso e aguarda a investigação da polícia. O jogador também não se pronunciou sobre o caso.

Diego Costa chegou ao Galo no dia 19 de agosto e tem quatro jogos e um gol marcado pelo time mineiro. Ele não atuou no jogo de volta das semifinais da Libertadores contra o Palmeiras, no último dia 21, pois sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda. O atacante segue em tratamento no departamento médico do clube.

Veja a íntegra da nota da Polícia Federal

A Polícia Federal deflagra na manhã desta quarta-feira, dia 30/09/2021, a segunda fase da operação DISTRAÇÃO, com o objetivo de obter provas para investigação que apura suposta prática de exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa envolvendo o site de apostas ESPORTENET, seus proprietários, operadores financeiros e financiador.

Na primeira fase da operação, deflagrada em 03/03/2021, foram apreendidos documentos e equipamentos eletrônicos que permitiram o aprofundamento da investigação e a quantia de R$ 13.129.217,00 em espécie. Com base nas provas coletadas, foi possível identificar outras plataformas de aposta utilizadas pelo grupo e empresas físicas e pessoas jurídicas utilizadas para lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Além disso, foi constatada a participação de doleiros que auxiliam a organização criminosa no processo de evasão de divisas, bem como a participação de um jogador de futebol que, supostamente, é o financiador do esquema criminoso.

Nesta fase, a investigação está concentrada no processo de evasão de divisas, com foco nos doleiros e no financiador do site de apostas.

Estão sendo cumpridos 07 mandados de busca e apreensão: 02 em Itabaiana/SE, 01 em Lagarto/SE, 02 em Simão Dias/SE, 01 em Salvador/BA e 01 em São Paulo/SP. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 6ª Vara Federal de Itabaiana/SE.

Também estão sendo cumpridos mandados de sequestro de bens pertencentes aos envolvidos no esquema cri
minoso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos