Polícia belga investiga circunstâncias da morte de diretora do circuito de Spa

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Autoridades policiais da Bélgica investigam a morte da francesa Nathalie Maillet, 51, diretora do autódromo de Spa-Francorchamps. Ela, sua namorada, Ann Lawrence Durviaux, e o marido de quem havia se separado recentemente, Franz Dubois, tiveram seus corpos encontrados no último domingo (15), na cidade de Gouvy.

Embora haja circunstâncias a serem esclarecidas, o caso é tratado como um duplo feminicídio seguido de suicídio. De acordo com a promotoria da região belga de Luxemburgo, Dubois, um ex-piloto, telefonou à polícia informando que havia cometido dois assassinatos. No momento em que os agentes chegaram à casa dele, todos estavam mortos.

"O senhor ligou para a polícia pouco antes da meia-noite. Ele ligou para relatar que acabara de matar as duas mulheres e que acabaria com sua vida. Quando a polícia chegou ao local, três corpos sem vida foram encontrados", afirmou Sarah Pollet, porta-voz do Ministério Público de Luxemburgo.

As notícias que circularam inicialmente apontaram um crime movido por traição. Dubois teria encontrado sua mulher, Maillet, junto com Durviaux, e reagido. Ficou claro em seguida, porém, que Dubois e Maillet já estavam separados e em processo de divórcio. Não era nenhum segredo a relação entre as mulheres.

"É importante esclarecer as coisas. Estamos muito longe do homem traído que chega em casa inesperadamente para encontrar a mulher nos braços de outra pessoa", afirmou Sandrine Detandt, amiga de Maillet, à emissora belga RTBF. "Como este homem se torna o herói traído que precisa limpar sua honra?"

Dubois, Maillet e Durviaux jantaram juntos, na noite dos crimes, no restaurante Léo. Câmeras de segurança mostram o ex-piloto deixando o estabelecimento primeiro, depois de pagar a conta. As mulheres saem na sequência, na mesma direção, usando as roupas com que seus corpos seriam encontrados.

De acordo com o site belga Sudinfo, a linha de investigação do crime seguida no momento aponta o dinheiro como fator motivador. O jantar teria sido marcado justamente para a discussão da partilha dos bens no divórcio.

A morte de Maillet foi bastante lamentada no círculo do automobilismo, que a tinha como uma figura querida. Ex-piloto de carros de turismo, ela administrava desde 2016 o circuito de Spa-Francorchamps, parada tradicional no calendário da F1.

"Estamos profundamente entristecidos pela terrível notícia. Toda a F1 envia suas mais profundas condolências à família e aos amigos. A comunidade do esporte de motor perdeu uma pessoa incrível, e nós vamos sentir muito sua falta", publicou a direção da categoria.

Professores e universidades da Bélgica prestaram homenagens também a Ann Lawrence Durviaux, respeitada advogada e professora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos