Poder de reação no empate com o Flamengo precisa 'contagiar' o Grêmio

·1 min de leitura


Matematicamente, o resultado de igualdade contra o Flamengo na última terça-feira (23) não foi o ideal para o Grêmio pensando no contexto de luta contra o rebaixamento, já que manteve o tricolor atrás do Bahia com 36 pontos ganhos e na 18ª posição.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Contudo, para a equipe que vem de duas vitórias consecutivas e ganhou um fôlego recente importante na tentativa de escapar da terceira queda em sua história, o contexto de busca pela igualdade com um jogador a menos e tendo 2 a 0 contrário não só pode como deve ser um elemento "contagiante" aos comandados de Vagner Mancini.

É bem verdade que o time adversário tinha uma escalação diferente do que é considerada como a "força máxima" do plantel. Porém, foi essa mesma escalação que conseguiu conduzir grande parte do confronto em ritmo de menor intensidade bem como abriu uma vantagem que parecia inalcançável.

A necessidade de se sentir "contagiado" pelo resultado recente passa, também, pela sequência que se avizinha para o Imortal. Além de visitar o já citado Bahia, em Salvador, na próxima sexta-feira (26), a equipe joga em casa frente ao São Paulo, time que hoje está com 41 pontos e em 14º lugar.

Porém, a equipe paulista pode chegar a 44 unidades dependendo do resultado desta quarta-feira frente ao Athletico, no Morumbi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos