ESCUTANDO HISTÓRIA #11: Os ideais nazistas que resultaram em perseguição e barbárie

Originais do Yahoo
Memorial do Campo de Extermínio de Auschwtiz-Birkenau
Memorial do Campo de Extermínio de Auschwtiz-Birkenau

O passado nazista voltou à cena política nos últimos dias no Brasil. No dia 16 de janeiro de 2020, o então Secretário Especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro, Roberto Alvim, publicou um vídeo na rede social de sua pasta com uma estética e um pronunciamento que apontavam fortes semelhanças com discursos proferidos pelo Ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels. A publicação gerou forte reações negativas e provocou a demissão de Alvim.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ao se completarem os 75 anos da libertação de Auschwitz, o campo de extermínio que se tornou o símbolo da barbárie nazista, o Escutando História fala um pouco sobre o pronunciamento de Roberto Alvim, o resultado catastrófico do ideal estético do nazismo e a repercussão negativa sobre o episódio na própria Alemanha, onde o passado nazista é tratado com imenso cuidado e responsabilidade. Ouça aqui!


Selecionamos abaixo algumas sugestões de leitura que permitem conhecer um pouco mais sobre o nazismo e o Holocausto. Uma parte do lucro das compras feitas nesta página pode ser convertida para o site

A Chegada do Terceiro Reich - por Richard Evans: A chegada do 3º Reich é o primeiro de três volumes sobre o tema. Nesta primeira obra fundamental, Richard Evans percorre o surgimento de uma cultura disseminada na Alemanha até a imposição do regime ditatorial, em 1933. Aclamado pela crítica internacional, o livro de Evans oferece um mergulho no pensamento nazista em uma linguagem acessível para leigos. Clique aqui para comprar

Os bebês de Auschwitz - por Wendy Holden: Em 1944, Priska, Rachel e Hanka chegaram a Auschwitz determinadas a sobreviver e a defender a vida dos bebês que levavam em seus ventres. Em Os bebês de Auschwitz, Wendy Holden narra as histórias dessas jovens judias que resistiram bravamente ao horror dos campos de concentração e aos trabalhos forçados na esperança de conhecerem seus filhos. Clique aqui para comprar

O diário de Anne Frank - por Anne Frank: Annelies Marie Franknfoi uma adolescente alemã de origem judaica. Anne nasceu em 1929, em Frankfurt, Alemanha. Em 1942, sob o governo nazista, Anne ganhou um diário e começou a registrar seu cotidiano e a perseguição do regime em relação aos judeus. Ela morreu em 1945 no campo de concentração de Bergen-Belsen, na Alemanha. Deixou seu diário escrito, que posteriormente foi publicado por seu pai, sobrevivente do campo de concentração de Auschwitz (Polônia). O Diário de Anne Frank tornou-se um dos livros mais lidos do mundo . Clique aqui para comprar

Leia também