Pochettino, técnico do PSG, fala sobre convívio com a pressão e ataque com Neymar, Messi e Mbappé

·1 min de leitura


Mauricio Pochettino, técnico do Paris Saint-Germain, falou sobre o convívio com a pressão na equipe francesa em entrevista ao "L'Équipe". O comandante argentino afirmou que há uma cobrança grande por resultados positivos, mas que o trabalho tem sido um desafio.

- As expectativas geradas siginificam que a equipe antes do jogo começar deve ganhar por 5 a 0. A obrigação não existe no futebol. É um grande desafio. As pessoas dizem "deve ser uma tortura", mas não. Também precisamos de tempo, que é algo que nem sempre há no esporte. Se não nos deixam desenvolver nossa ideia no PSG, uma pena, mas estamos felizes em trazer nosso conhecimento.

> Veja a tabela da Ligue 1

O ex-treinador do Tottenham também comentou sobre o fato de trabalhar com Neymar, Messi e Mbappé no mesmo elenco e afirmou que não há disputa de egos no elenco.

- Não é uma questão de ego. Estamos falando dos melhores jogadores do mundo. Se não tiverem nenhum problema, por que iríamos tirá-los? Mesmo que não joguem como se espera, com seus talentos, podem ser decisivos a qualquer momento. Por isso o clube fez um esforço econômico para contratá-los. Não se pode avaliar esse tipo de atleta como qualquer outro jogador.

Pochettino também fugiu de comparações entre o Paris Saint-Germain e o Real Madrid do período dos galáticos. O argentino é contestado por parte da torcida e da imprensa, mas segue na liderança do Campeonato Francês e está próximo de garantir uma vaga nas oitavas de final da Champions League.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos