PM cogita pedir banimento de organizada do Fla dos estádios até 2018

RADAR / LANCE!
Torcida Jovem foi punida após o envolvimento na morte de torcedor do Botafogo

A suspeita de envolvimento de seus integrantes na morte do botafoguense Diogo Silva dos Santos, antes do jogo entre Flamengo e Botafogo, pode custar caro à organizada Torcida Jovem Fla. Em entrevista divulgada nesta sexta-feira no blog de Mauro Cezar Pereira, na ESPN, o Major Silvio Luiz, comandante do Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios da Polícia Militar do Rio de Janeiro), revelou que exigirá o banimento da facção dos estádios por um ano.

- Da minha parte será feito o pedido ao Juizado do Torcedor.

Segundo o Major, após a solicitação ser feita, haverá uma análise judicial para a punição ser sacramentada:

- Essa punição de afastamento dos membros é feita por intermédio de decisão judicial. Somente o juizado do torcedor aplica, para lá fazermos o encaminhamento e também para o Ministério Público.

Caso a decisão seja acatada por decisão judicial, haverá uma restrição drástica à organizada; criada em homenagem ao Flamengo. Além de não poder entrar em campo com camisas, faixas e bandeiras referentes à facção, os associados da TJF estarão impedidos de ir a jogos.

Na quinta-feira, uma megaoperação culminou na prisão de cinco suspeitos de envolvimento na morte de Diogo Silva dos Santos, de 28 anos. Outros três suspeitos que tiveram prisão decretada estão foragidos. Ainda houve outros 12 mandados de prisão temporária.

O botafoguense Diogo Silva dos Santos morreu em 12 de fevereiro, nos arredores do Estádio Nilton Santos, após ser golpeado com um espeto de churrasco.











E MAIS: