Planejamento 2021: o que ainda dá para fazer em 2020 e como se planejar para o novo ano

Marcela De Mingo
·3 minuto de leitura
Business woman sitting working and thinking to planner event with calendar and laptop, computer on table at office or home or internet cafe.
Fazer uma revisão anual é ideal tanto para trabalhar a auto-empatia quanto para buscar a organização para o próximo ano (Foto: Getty Creative)

Passamos da metade de novembro e a sensação é de que o ano acabou. Isso, somado a um ano marcado por uma pandemia, é fácil entrar na onda e sentir que é melhor 2020 acabar de vez. Será? Na live da última quarta-feira (18), a terapeuta e consteladora Alessandra Pais propôs uma série de exercícios para rever metas, repensar o ano e observar o que é possível tirar do papel ainda em 2020.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Se você é do time que pensa nos últimos dois meses do ano como meses "perdidos" em termos de trabalhos e entregas, talvez seja a hora de olhar de novo. De acordo com a consteladora, o momento é perfeito para começar uma revisão dos últimos 11 meses e re-observar o ano de 2020, colocando no papel (isso mesmo, no papel!) o que foi realizado, o que não realizado e o porquê.

Segundo a profissional, fazer esse balanço é importante para compreender até mesmo o que ainda é possível de ser realizado em 2020. Considerando a pandemia de coronavírus, é claro que muitas coisas mudaram, inclusive o que você considera importante e os seus próprios valores. No entanto, isso não significa que não existam projetos ou planos que você pode, sim, realizar ainda este ano. Principalmente porque, ao que tudo indica, ainda ficaremos um tempo em regime de distanciamento social.

Leia também

Aliás, caso você não tenha feito essa reflexão ainda, ou não tenha o hábito de montar planejamentos anuais, o momento é muito propício para colocar no papel o que é realmente importante para você e o que você pretende priorizar daqui para a frente. Esse exercício, segundo ela, pode durar alguns dias, por isso, não tenha pressa e faça o que estiver ao seu alcance para começar essa reflexão e aproveitar as última semanas do ano de uma forma que seja confortável e produtiva segundo o que você considera confortável e produtivo.

Lembrando o quanto o distanciamento e o home office são privilégios de poucos, Alessandra lembra também que vale, inclusive, usar esse período para investir em estudos e aprimoramento profissional. Com as mudanças decorrentes da pandemia e a aceleração do desenvolvimento tecnológico, se manter atualizado é crucial.

A parte dois desse exercício fica para o próximo mês, em dezembro, quando o foco deve ser pensar o que você gostaria de realizar em 2021. Vale a pena colocar no mix, também, o que depende apenas de você (por exemplo, "começar a me exercitar"), e o que depende de outras pessoas (como viajar, que depende tanto de companhias aéreas, hoteis, etc. - quando da situação global).

No mais, vale finalizar o período com dois exercícios bastante pessoais propostos pela profissional: o primeiro, de escrever uma carta para você mesmo no começo deste ano (pense no dia 1ro de janeiro de 2020), considerando o que você diria a si mesmo diante do ano que passou e de quem você é hoje. A segunda, uma carta para você mesmo no dia 1ro de janeiro de 2022. A prática, traz um exercício de reflexão macro, mais empática e positiva. Apesar do ano complexo, é essencial buscar olhar para si mesmo e para o futuro com mais empatia e esperança.

Veja a live completa abaixo: