Japão demite técnico da seleção a 2 meses da Copa

EFE

Tóquio, 9 abr (EFE).- A Associação de Futebol de Japão (JFA, na sigla em inglês) decidiu demitir o técnico da seleção nacional, Vahid Halilhodzic, a pouco mais de dois meses de disputar contra a Colômbia seu primeiro jogo na Copa do Mundo da Rússia, segundo antecipou neste domingo a imprensa do país.

Halilhodzic, que dirigia os Samurai blue desde março de 2015, foi afastado no cargo após conseguir a classificação para o Mundial e depois que a seleção foi derrotada em recentes amistosos contra Mali e Ucrânia, países que não participarão da Copa.

A decisão foi adiantada por fontes da JFA aos veículos de imprensa, e está previsto que seja anunciada oficialmente em entrevista coletiva que será realizada hoje em Tóquio às 16h (horário local, 4h em Brasília).

Espera-se que o escolhido para comandar a seleção saia do trio composto pelo diretor técnico da JFA, Akira Nishino, com uma longa trajetória como treinador na J-League; o técnico sub-21, Hajime Moriyasu; e Makoto Teguramori, que faz parte do corpo técnico de Halilhodzic.

O treinador bósnio sucedeu o mexicano Javier Aguirre à frente dos Samurai blue, e selou sua classificação para o Mundial com um registro de seis vitórias, duas derrotas e dois empates nas Eliminatórias asiáticas.

No entanto, o decepcionante rendimento dos japoneses em jogos preparatórios, unido ao descontentamento do vestiário com o técnico, motivaram sua demissão, segundo a imprensa nacional. EFE


Leia também